PUBLICIDADE
Logo do

São Paulo

Meu time

Ceni no banco e 'gol do destino': VT faz São Paulo reviver Mundial de 93

Band reprisou vitória por 3 a 2 sobre o Milan que deu o bicampeonato mundial ao time de Telê Santana. Transmissão exibiu Mito ao lado de Juninho entre os reservas

3 mai 2020
0comentários
Publicidade

Duas semanas após reviver o primeiro título mundial da história do clube, conquistado em 1992, o torcedor do São Paulo fez nova viagem no tempo e foi até 12 de dezembro de 1993, data da vitória por 3 a 2 sobre o Milan que valeu o bicampeonato no Estádio Nacional de Tóquio. A partida foi reprisada neste domingo pela TV Bandeirantes e comentada pelo clube nas redes sociais. "Um gol do destino", foi como o clube lembrou do gol do título, anotado por Muller.

Um dos destaques daquela transmissão comandada por Luciano do Valle nem chamou a atenção na época: Rogério Ceni, aos 20 anos, foi filmado mais de uma vez enquanto acompanhava o jogo ao lado de Juninho Paulista no banco de reservas. A câmera estava focada no meia-atacante, que já era tratado como grande promessa e entrou bem no lugar de Palhinha na etapa final.

O jovem Rogério Ceni ao lado de Juninho no banco de reservas - FOTO: Reprodução
O jovem Rogério Ceni ao lado de Juninho no banco de reservas - FOTO: Reprodução
Foto: Lance!

Palhinha, aliás, foi quem abriu o placar da decisão. Embora o Milan tenha jogado melhor no primeiro tempo, com direito a bola no travessão em chute de Massaro, o São Paulo foi para o intervalo em vantagem graças a uma brilhante jogada coletiva.

Aos três minutos do segundo tempo, o francês Desaily deu um chutão tão despretensioso para o alto que os zagueiros são-paulinos nem viram de onde Massaro surgiu para empatar. Mas uma nova jogada muito bem trabalhada, desta vez concluída por Toninho Cerezo, recolocou o time brasileiro em vantagem.

O Milan voltaria a empatar aos 35 minutos, com Papin, o que só tornou mais saboroso o título são-paulino. O gol do título saiu aos 41 minutos do segundo tempo, com Muller, aproveitando lançamento de Cerezo. Foi sem querer, óbvio, mas na história tricolor está registrado como o gol de calcanhar mais bonito de todos os tempos.

Era o esquadrão comandado por Telê Santana fazendo história novamente diante de um grande europeu. Os dez atletas de linha do Milan disputaram Copa do Mundo ao longo da carreira - embora o campeão europeu daquele ano tenha sido o Olympique de Marseille, que perdeu a vaga no Mundial devido a um escândalo de corrupção.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 3 x 2 MILAN


Data: 12/12/1993
Local: Estádio Nacional de Tóquio - Japão
Público: 52.275 pagantes
Árbitro: Joel Quinou (FRA)

Gols: Palhinha aos 19min do primeiro tempo. Massaro aos 3min, Cerezo aos 14min, Papin aos 36min e Muller aos 41min do segundo tempo.

SÃO PAULO: ZettI, Cafu, Válber, Ronaldão e André Luiz; Doriva, Dinho, Toninho Cerezo e Leonardo; Muller e Palhinha (Juninho). Técnico: Telê Santana.

MILAN: Rossi, Panucci, Costacurta, Baresi e Maldini; Albertini (Orlando), Donadoni e Desailly; Massaro, Papin e Raduciou (Tassoti). Técnico: Fábio Capello

Lance!
Publicidade
Publicidade