4 eventos ao vivo

Campello justifica Maracanã, e avalia custos e possível lucro na semifinal

Vasco vai mandar no Estádio Mário Filho a partida contra o Resende, neste domingo, e o presidente cruz-maltino explica que os gastos foram reduzidos para valer a pena

7 fev 2019
14h54
  • separator
  • 0
  • comentários

Apesar de ter o Estádio de São Januário, o Vasco vai mandar o jogo semifinal da Taça Guanabara, neste domingo, no Maracanã. Diante do custo mais elevado para o aluguel do Mário Filho, o presidente do Cruz-Maltino, Alexandre Campello, explicou que houve uma negociação com o Consórcio Maracanã e com o presidente da Ferj, Rubens Lopes, e que o custo foi reduzido visando a utilização do estádio "de oito a dez vezes" nesta temporada.

Alexandre Campello está há pouco mais de um ano no cargo de presidente (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)
Alexandre Campello está há pouco mais de um ano no cargo de presidente (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)
Foto: Lance!

- Desde o ano passado, estamos conversando para fazer ser rentável. Passa pelo entendimento das duas partes das possibilidades de arrecadação para sair com lucro e não com prejuízo. Negociamos, numa reunião mediada pelo Rubens Lopes, e chegamos a um bom termo. Faz parte da construção do projeto do Vasco realizar de oito a dez partidas por ano no Maracanã - revelou o dirigente.Confira outros tópicos da entrevista:

Valor para aluguel
Esse valor de R$120 mil é contra pequenos, e R$150 mil contra grandes. Isso está acertado há muito tempo. Quando se faz um jogo no Maracanã, esse é o menor problema. Mas os custos da operação, consumo de água, luz, orientador, Cet-Rio, técnicos de placar eletrônicos e, quando vai ver, totaliza mais de R$600 mil. O que foi negociado é que haverá um esforço conjunto para reduzir esses valores. Acertamos um valor para públicos de até 30 mil, de 30 a 50 mil e maiores.

Como garantir?
Que se faça a abertura por módulos. Se houver grande procura, abriremos outra parte do Maracanã. Isso nos dá maior previsibilidade, controlamos mais os custos e o borderô.

Quantas pessoas precisam ir ao estádio para o Vasco não ter prejuízo?
A partir de 30 mil, o Vasco tem possibilidade de lucro. E tem a questão técnica. Optamos pelo Maracanã, onde vai ser a final da Taça Guanabara e do Carioca. Se lá na frente formos jogar contra Flamengo ou Fluminense, são times que jogam lá rotineiramente. A parte técnica também foi analisada.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade