0

Brasil x Argentina: veja retrospecto e principais jogos na década na Liberta

O LANCE! separou 15 jogos dos 74 disputados na década entre clubes dos dois países. Confira o raio x de como foram essas partidas...

18 abr 2018
10h20
atualizado às 16h02
  • separator
  • comentários

A maior rivalidade da América do Sul não está presente apenas em jogos entre as duas seleções, mas principalmente entre os clubes. Foram 74 confrontos envolvendo fase de grupos e mata mata entre brasileiros e argentinos nesta década. A edição de 2018, por exemplo, já contou com Flamengo 2x2 River Plate, Racing 4x2 Cruzeiro, Estudiantes 0x1 Santos, Palmeiras 1x1 Boca Juniors... O Corinthians encara o Independiente nesta quarta, em Avellaneda, mesma cidade que recebe Racing x Vasco nesta quinta.

O equilíbrio é grande: são 30 vitórias brasileiras, 27 vitórias argentinas e 17 empates. Separamos os 15 principais jogos no período, envolvendo clubes dos dois países pela Copa Libertadores. Confira abaixo os principais confrontos de 2011 até o momento...

Argentino Juniors 2 x 4 Fluminense - Fase de grupos - 2011

O Tricolor das Laranjeiras derrotou o Argentinos Juniors por 4 a 2, no Estádio Diego Armando Maradona, em Buenos Aires, na Argentina e avançou para as oitavas de final da Libertadores, na segunda colocação do Grupo 3, com oito pontos ganhos. O Flu precisava vencer por pelo menos 2 gols de diferença para se classificar. Julio Cesar, Rafael Moura e Fred, duas vezes, anotaram para os brasileiros e garantiram a classificação da equipe. A partida ainda contou com uma confusão generalizada após o apito final.

Fluminense 1 x 1 Boca Juniors - Quartas de final - 2012

O sonho do primeiro título da Libertadores para o Fluminense acabou no Engenhão, nos acréscimos. No primeiro confronto pelas quartas de finais da Libertadores, o Boca venceu o Tricolor por 1 a 0 na Bombonera, em Buenos Aires. No jogo de volta, Thiago Carleto abriu o placar e levava a decisão para os pênaltis, até que aos 45 minutos do segundo tempo, o experiente atacante Santiago Silva igualou o placar e acabou garantindo os argentinos na semifinal.

Santos 1(4) x (2)0 Vélez Sarsfield - Quartas de final - 2012

Nos pênaltis, o Santos venceu o Vélez Sarsfield por 4 a 2 e garantiu vaga na semifinal, onde enfrentaria o rival Corinthians. Foi sofriado e emocionante, mas o sonho do tetracampeonato continuava vivo para o alvinegro. Na Vila Belmiro aos 32 minutos do segundo tempo, Alan Kardec abriu o placar e empatou o resultado agregado, depois do Peixe ter sido derrotado por 1 a 0 na Argentina. Com 100% de aproveitamento nas penalidades, o Santos ainda contou com a estrela do goleiro Rafael, que evitou alguns lances de perigo nos primeiros 90 minutos e defendeu uma cobrança de pênalti.

Boca Juniors 1 x 1 Corinthians - Jogo de ida da final - 2012

O sonho de conquistar a América estava mais vivo do que nunca para o Corinthians, jogando na Bombonera, a equipe comandada por Tite chegava de forma invicta a final da competição. O jogo não poderia ter sido diferente, muito pegado e tenso, com poucas chances criadas para os dois lados. Os gols saíram na segunda etapa quando os argentinos abriram o placar aos 28 minutos, para delírio de 50 mil xeneizes. Mas aos 40 minutos a estrela do Romarinho brilhou. Logo no seu primeiro toque na bola na Libertadores, o atacante recebeu a bola de Sheik e finalizou encobrindo o goleiro.

Corinthians 2 x 0 Boca - Jogo de volta da final - 2012

Após empatar em Buenos Aires, o Corinthians precisava apenas de uma simples vitória para conquistar o título inédito da América. E como no jogo de ida, os dois gols saíram apenas na segunda etapa e ambos foram marcados pelo Emerson Sheik. O atacante brilhou durante a partida e saiu da decisão ovacionado pelos mais de 40 mil corintianos presentes no Pacaembu.


Corinthians 1 x 1 Boca Juniors - Oitavas de final -2013

Um confronto marcado por polêmicas, depois de perder na Bombonera, o Corinthians precisava vencer por uma diferença de dois gols para se classificar de forma direta. O árbitro da partida era Carlos Amarilla e consideravelmente deu uma força para a equipe argentina. Os corintianos reclamam de dois pênaltis não marcados e um gol mal anulado, o que de fato colaboraria para a classificação alvinegra. Riquelme marcou para o Boca e Paulinho para o Timão. O resultado final de 1 a 1 eliminou o Corinthians da competição.

Newell's Old Boys 2 x 0 Atlético MG - Jogo de ida da semifinal - 2013

O único brasileiro na Libertadores naquela fase, foi à Argentina e perdeu por 2 a 0 para o Newell's Old Boys, no primeiro duelo das semifinais da competição continental. Maxi Rodríguez e Scocco, foram os autores dos gols. O Galo precisaria fazer história para reverter esse placar e ir à final. A equipe comandada por Cuca precisararia vencer por três gols de diferença no Independência ou devolver os 2 a 0 e decidir nos pênaltis.

Atlético MG 2(3) x (2)0 Newell's Old Boys - Jogo de volta da semifinal - 2013

O inacreditável aconteceu e com a vitória por 2 a 0 no tempo normal a decisão foi para as penalidades e o triunfo por 3 a 2 nas cobranças garantiram o Galo na final da Libertadores pela primeira vez em sua história. O goleiro Victor foi novamente salvador. Pegou o último pênalti, de Maxi Rodríguez, e garantiu a classificação, como havia feito na fase anterior, contra o Tijuana.


Cruzeiro 1 x 1 San Lorenzo - Quartas de final - 2014

Com mais de 40 mil cruzeirenses no Mineirão, o San Lorenzo eliminou a Raposa com um gol marcado aos 9 minutos da primeira etapa e viu a missão de reverter o resultado ficar cada vez mais difícil. Os brasileiros haviam sido derrotados por 1 a 0 na Argentina. A expectativa até se reacendeu no segundo tempo, com gol marcado pelo Bruno Rodrigo, mas o empate por 1 a 1 eliminou o último time brasileiro da Libertadores. O Brasil ficou de fora de uma semifinal de Libertadores após 23 anos.


Cruzeiro 0 x 3 River Plate - Quartas de final - 2015

Com gols de Sánchez, Maidana e Téo Gutierrez, o time argentino não tomou conhecimento de um apático Cruzeiro, mesmo diante de um Mineirão lotado, depois da Raposa ter vencido o jogo de ida, em pleno Monumental de Nuñez, por 1 a 0. O time brasileiro foi humilhado por 3 a 0 em casa e o sonhos de chegar às semifinais se encerrou naquele duelo. Os argentinos foram superiores durante os 90 minutos, atuando de forma inteligente sem permitir que os brasileiros tivessem algum tipo de reação.


Atlético MG 2 x 1 Racing - Oitavas de final - 2016

Com destaque para Lucas Pratto, o Galo eliminou o Racing nas oitavas de final da Libertadores e encararia o São Paulo na próxima fase da competição. Em Buenos Aires, o resultado da partida foi 0 a 0. Autor de um gol, o argentino do Atlético-MG liderou a equipe no Horto com muita técnica e raça, o outro tento foi marcado pelo Carlos.

Lanús 1 x 2 Chapecoense - Fase de grupos - 2017

A Chape venceu fora de casa a equipe do Lánus, porém mesmo com o resultado favorável os brasileiros não conseguiram se classificar. Isso justifica-se pelo fato do autor do segundo gol da Chapecoense, o zagueiro Luiz Otávio, não estar apto para estar em campo, por ter sido julgado e condenado a três jogos de suspensão pela expulsão diante do Nacional (URU). A equipe brasileira garantiu não ter sido informada e bancou a escalação. Wellington Paulista e Luiz Otávio marcaram os gols do Verdão.

Lanús 1 x 2 Grêmio - Final - 2017

Com gols de Fernandinho e uma pintura de Luan ainda no primeiro tempo, o Tricolor conquistou pela terceira vez a Copa Libertadores em pleno campo de La Fortaleza em cima do Lanús, e venceu o Lanús por 2 a 1. A partida de ida, na Arena do Grêmio terminou 1 a 0 apra os donos da casa.


Estudiantes 0 x 1 Santos - Fase de grupos - 2018

Em uma grande partida do goleiro Vanderlei, com ao menos 4 grandes defesas, o Peixe conseguiu segurar o resultado e venceu o Estudiantes, em Quilmes por 1 a 0. O responsável pelo gol foi o garoto Arthur Gomes, em posição ilegal. Com o resultado, o Santos se garantiu como líder do Grupo 6, com seis pontos, seguidos pelo próprio Estudiantes.


Palmeiras 1 x 1 Boca Juniors - Fase de grupos - 2018

Um dos jogos mais esperados da fase de grupos da Libertadores, Palmeiras e Boca se enfrentaram no Allianz Parque, mas apenas os 5 minutos finais atenderam a essa expectativa. Keno marcou aos 44 minutos do segundo tempo e dois minutos depois, Tévez empurrou para o fundo das redes empatando o duelo em 1 a 1 já nos acréscimos após falha de Antônio Carlos.


Entretanto, os argentinos lideram o número de títulos em geral da Copa Libertadores, ao todo são 24, enquanto o Brasil conquistou a América 18 vezes. Confira o ranking por times abaixo...

Argentina:
Independiente - 7 (1964, 1965, 1972, 1973, 1974, 1975 e 1984)
Boca Juniors - 6 (1977, 1978, 2000, 2001, 2003 e 2007)
Estudiantes - 4 (1968, 1969, 1970 e 2009)
River Plate - 3 (1986, 1996 e 2015)
Racing - 1 (1967)
Argentinos Juniors - 1 (1985)
Vélez Sarsfield - 1 (1994)

Brasil:
São Paulo - 3 (1992, 1993 e 2005)
Grêmio - 3 (1983, 1995 e 2017)
Santos - 3 (1962, 1963 e 2011)
Cruzeiro - 2 (1976 e 1997)
Internacional - 2 (2006 e 2010)
Palmeiras - 1 (1999)
Flamengo - 1 (1981)
Vasco da Gama - 1 (1998)
Corinthians - 1 (2012)
Atlético Mineiro - 1 (2013)

LANCE!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade