0

Brasil conquista prata e bronze na etapa da Suíça do Circuito Mundial

Carol/Maria Elisa fica em segundo, e Ana/Rebecca leva o terceiro lugar no Major de Gstaad

14 jul 2019
17h00
atualizado às 17h03
  • separator
  • 0
  • comentários

O Brasil subiu duas vezes ao pódio do Major Series de Gstaad, na Suíça, segunda competição mais importante no Circuito Mundial de vôlei de praia. Neste domingo, Carol Solberg e Maria Elisa levaram a prata após perderem a final para as americanas Ross e Klineman, por 2 sets a 1 (15-21, 21-17 e 15-12), enquanto Ana Patrícia/Rebecca levou o bronze ao vencer as suíças Nina e Tanja por 2 a 0 (21-14 e 21-12). O país já havia garantido um bronze no masculino, com Evandro e Bruno Schmidt.

Pódio completo da etapa de Gstaad com Maria/Carol e Ana/Rebecca (Divulgação)
Pódio completo da etapa de Gstaad com Maria/Carol e Ana/Rebecca (Divulgação)
Foto: Lance!

A prata foi a primeira medalha de Carol e Maria Elisa no Circuito Mundial este ano, rendendo 810 pontos na corrida olímpica brasileira. Com isso, elas chegam aos 3.370 pontos e se aproximam de Ágatha e Duda, em segundo, com 3.830. Ana Patrícia e Rebecca, que somaram 720 pontos com o bronze em Gstaad, lideram com 4.260.

- Estou muito orgulhosa da minha parceira, do meu time, o que fizemos neste torneio. A final foi incrível, não conseguimos vencer, elas mereceram, mas lutamos por cada ponto. Fizemos um jogo a mais, saindo do classificatório, então estou orgulhosa por nossa campanha - disse Maria Elisa.

Carol também analisou a partida e destacou a alegria por novamente estar no pódio, pela primeira vez em Gstaad, torneio que completou 20 anos no calendário do tour.

- Claro que realmente queria vencer este torneio, mas fico feliz pela campanha. Acho que Maria e eu estávamos jogando muito bem durante todo torneio. Acho que na final, começamos sacando muito bem, dificultando o passe, mas com o tempo não conseguimos encontrar o melhor saque, entender o vento. Mas elas jogaram melhor, mereceram. Estou muito feliz, é ótimo voltar ao pódio, especialmente em Gstaad, um torneio incrível - disse.

Além dos pontos da corrida olímpica, a prata rende 1.080 pontos no ranking do Circuito Mundial (que define o título geral da temporada), e cerca de R$ 118 mil em premiação. Já Ana Patrícia e Rebecca somam mais 960 pontos no ranking do circuito, que possui pontuação diferente do ranking da corrida olímpica, e levam um prêmio de cerca de R$ 75 mil.

Ana e Rebecca sobem pela quinta vez ao pódio do Circuito Mundial de vôlei de praia 2019. Elas já haviam conquistado o ouro duas vezes, em Haia, na Holanda, e Xiamen, na China, uma prata em Ostrava, na República Tcheca, e um bronze em Jinjiang, na China.

Rebecca comentou a capacidade do time se reerguer após derrota para as compatriotas na semifinal, por 2 sets a 0 (21-16 e 21-16), no começo da manhã em Gstaad.

- Estamos muito contentes, sabemos da importância desse resultado para a corrida olímpica, mas em primeiro lugar gostamos de nos divertir, é a razão pela qual jogamos. Fizemos partidas muito duras contra o time da Suíça, sabíamos que a torcida seria toda para elas. Entrei muito focada, pois não tinha feito um bom jogo na semifinal. Conversamos muito em quadra, buscando não absorver a pressão e apenas desfrutar da atmosfera, deu certo - disse a atleta.

Outros três times do país disputaram a fase principal em Gstaad. Ágatha/Duda, Fernanda Berti/Bárbara Seixas e Talita/Taiana terminaram na nona colocação.

O próximo desafio das duplas brasileiras no Circuito Mundial acontece já na próxima semana, a partir de terça-feira, com a etapa quatro estrelas de Espinho, em Portugal.

CLASSIFICAÇÃO DA CORRIDA OLÍMPICA BRASILEIRA

Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE) - 4.260 pontos
Ágatha/Duda (PR/SE) - 3.830 pontos
Carol Solberg/Maria Elisa (RJ) - 3.370 pontos
Fernanda Berti/Bárbara Seixas (RJ) - 2.570 pontos
Talita/Taiana (AL/CE) - 2.530 pontos

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade