7 eventos ao vivo
Logo do Seleção Brasileira
Foto: terra

Seleção Brasileira

Brasil bate a Polônia e mantém invencibilidade com Pia

Com gols de Formiga, Tamires e Debinha, Seleção feminina do Brasil fez 3 a 1 sobre as polonesas em amistoso

8 out 2019
17h29
atualizado às 17h33
  • separator
  • 0
  • comentários

Mesmo com muitas mudanças no time em relação ao último jogo, a Seleção feminina do Brasil voltou a jogar bem e conseguiu uma boa vitória por 3 a 1 sobe a Polônia, na casa das adversárias, mantendo a invencibilidade da técnica Pia Sundhage no cargo. Com gols de Formiga, Tamires e Debinha, o Brasil chegou ao seu quarto jogo sem perder. Foram seis trocas no time titular em relação a vitória no último sábado, sobre a Inglaterra.

Divulgação/CBF
Divulgação/CBF
Foto: LANCE!

A Seleção feminina volta a jogar em novembro, em amistosos ainda não confirmados oficialmente.

O Brasil começou em cima da Polônia, jogando muito pelas laterais e buscando o cruzamento para a área. E foi justamente na bola aérea que a Seleção abriu o placar. Aos 8 minutos, Andressa Alves cobrou escanteio pela direita e a interminável Formiga, no alto dos seus 41 anos, se antecipou a marcação e cabeceou para o gol, sem chances para a goleira polonesa.

Depois do gol, as donas da casa cresceram na partida e pressionaram o Brasil. Mas pararam em ótima atuação da goleira Bárbara. Só no primeiro tempo, a brasileira fez três boas defesas e evitou que as polonesas empatassem a partida. Além disso, o Brasil contou com a sorte quando, perto do fim da primeira etapa, Daiane e Andressa Alves falharam e Pajol ficou com a bola na entrada da área, mas a polonesa finalizou mal.

Assim como no início do primeiro tempo, o Brasil voltou bem do intervalo e não demorou para amplicar o placar. Logo aos seis minutos, Debinha fez ótima jogada pela direita e cruzou rasteiro. A bola cruzou toda a área até Debinha chegar pela esquerda e finalizar, com o pé direito, de primeira. Pouco depois, aos 12, a Polônia descontou após cobrança de falta pela direita. A zagueira Malgorzata Mesjasz subiu sem marcação e cabeceou no canto esquerdo de Bárbara, que ameaçou sair, mas acabou ficando no meio do caminho.

O Brasil não se abalou com o gol sofrido e continuou tocando bem a bola. E, assim, chegou ao terceiro gol. Após excelente jogada de Ludmila, que recebeu na entrada da área, girou sobre a marcação, driblou a goleira e cruzou para a pequena área. Debinha só teve o trabalho de empurrar, de barriga, para o gol vazio. Foi o seu terceiro gol nos últimos dois jogos da Seleção. O Brasil ainda quase marcou mais um no fim, mas a bola cabeceada por Bia bateu no travessão.

Veja também: 

 

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade