0
Logo do Botafogo
Foto: terra

Botafogo

Botafogo prioriza o ataque para a montagem do elenco de 2018

Clube busca centroavante e ponta para reforçar o grupo que será comandado por Jair Ventura. Há jogadores com permanência a ser definida e saídas encaminhadas

7 dez 2017
07h04
  • separator
  • comentários

O Botafogo começa a se movimentar no mercado para a montagem do elenco que vai disputar a próxima temporada. E a prioridade é clara: o ataque. A diretoria deseja ter ao menos um centroavante experiente, para o lugar de Roger, e um que atue pelos lados do campo, já que o Grêmio pretende utilizar Guilherme em 2018.

Atualmente, Brenner é o dono da camisa 9 alvinegra, mas deverá ter forte concorrência (Fotoarena Celso Pupo)
Atualmente, Brenner é o dono da camisa 9 alvinegra, mas deverá ter forte concorrência (Fotoarena Celso Pupo)
Foto: LANCE!

Para o comando de ataque, Rafael Moura esteve com valores alinhavados com o Glorioso, mas relutou em acertar e, hoje, é considerado distante. Gilberto, de saída do São Paulo, é um dos nomes em pauta. Bérgson, que se destacou esse ano pelo Paysandu, também é desejado e a negociação está em curso.

Para a posição de segundo-atacante/ponta, André Luís, jovem de 20 anos do Santa Cruz, interessou. Não houve avanço concreto, no entanto. Rodrigo Pimpão, por ora, tem as sombras de Ezequiel e Pachu, dois jovens - o segundo, de poucas chances no time principal. Para o comando de ataque, Brenner é o atual titular.

Dentre as saídas, Helton Leite, Fernandes e Vinícius Tanque devem diminuir o tamanho do elenco, enquanto o clube pede alto por Bruno Silva. Ao esvaziar o grupo, o Alvinegro diminui os gastos. O orçamento para a próxima temporada é praticamente o mesmo deste ano: folha salarial de aproximadamente R$3,8 milhões para o departamento de futebol.

Há situações encaminhadas e outras em análise. O zagueiro Emerson Silva não permanecerá, enquanto os laterais Arnaldo e Gilson devem ficar. O primeiro já está garantido, após início do pagamento dos direitos econômicos junto à Penapolense. O lateral-esquerdo tem tudo encaminhado para permanecer e, a princípio como a principal opção para o setor, após a saída de Victor Luís.

Alguns jogadores com contrato encerrando no dia 31 deste mês estão no grupo de destino a ser estudado: os laterais direitos Jonas e Luis Ricardo (que já assinou, mas a documentação não foi protocolada) e os volantes Airton e Dudu Cearense. A eles se junta o centroavante Renan Gorne, de 21 anos, que teve período produtivo de empréstimo ao North Carolina (EUA), no último trimestre.

LANCE!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade