0

Botafogo faz festa da torcida e conquista a Superliga B masculina

Em casa, Fogão superou Blumenau por 3 a 1 para garantir o título

14 abr 2019
21h38
  • separator
  • comentários

O título da Superliga masculina B na temporada 2018/2019 é do Botafogo.

Comemoração do Botafogo (Marlon Falcão/Divulgação)
Comemoração do Botafogo (Marlon Falcão/Divulgação)
Foto: Lance!

Neste domingo, o time carioca faturou o caneco ao vencer o jogo único da final sobre a Apan Blumenau, no Rio de Janeiro, por 3 sets a 1, parciais de 16-25, 25-22, 26-24 e 25-21.

Os dois times entraram em quadra com o principal objetivo garantido após as semifinais: a vaga na elite nacional em 2019/2020.

No Ginásio Oscar Zelaya lotado, o Fogão iniciou a decisão atropelando. Com o saque forçado fazendo estragos na recepção rival e com o veterano oposto Lorena voando no ataque, o time da casa fechou com facilidade a parcial inicial.

No intervalo, uma homenagem para ex-jogadores do clube que atuaram nas décadas de 60 e 70. Entre eles, Ary Graça, presidente da Federação Internacional de Vôlei, que esteve presente em General Severiano.

O segundo set começou do mesmo jeito, mas Blumenau reagiu para deixar tudo igual.

A terceira parcial foi eletrizante, com os dois times tendo a chance de fechar e ficar em vantagem no placar da decisão. Mas o Botafogo foi melhor no momento de definir, para incendiar o ginásio, mais uma vez com Lorena aparecendo nos momentos-chave.

O título inédito botafoguense foi garantido com um ponto de bloqueio em Jamelão, o destaque catarinense na competição. O placar de 3 a 1 repetiu o resultado da partida da fase de classificação da Superliga B.

- A primeira vez que cheguei eu nunca esqueço: falei para um diretor que iria levar o Botafogo para a primeira divisão. Botafogo é time de camisa, a torcida é maravilhosa. Me dediquei muito para ajudar o time. Briguei com o técnico nos treinos, falava que queria treinar mais, ele queria me tirar. Ninguém queria me contratar e o Botafogo abriu as portas para mim - desabafou Lorena, 40 anos, aos prantos após o jogo.

Lance!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade