0

Barroca, sobre primeiro clássico: 'Na minha infância isso sempre me estimulou muito'

Nascido e criado em Del Castilho, técnico do Botafogo comandará o primeiro clássico carioca neste sábado, em duelo diante do Fluminense, no Maracanã

10 mai 2019
12h35
atualizado às 12h35
  • separator
  • comentários

Logo após a última atividade do Botafogo de preparação para o jogo contra o Fluminense, Eduardo Barroca concedeu uma entrevista coletiva, na sala de imprensa do Estádio Nilton Santos. O treinador alvinegro não escondeu de ninguém que o seu primeiro clássico carioca como técnico será um momento "muito especial", lembrando, inclusive, de sua infância no subúrbio.

- É um sentimento muito especial, sou um carioca de Del Castilho (Zona Norte do Rio e perto do Niltão). Na minha infância isso sempre me estimulou muito e fez a diferença para eu seguir esse caminho profissional. Mas quando começar o jogo, isso fica de lado. Estou muito feliz de trabalhar no Botafogo, dessa oportunidade, mas muito concentrado na responsabilidade que assumi.

O Botafogo soma duas vitórias nos últimos dois jogos e, com seis pontos, quer se manter na zona de classificação à Libertadores. Para isso, será fundamental que a equipe de Barroca vença um jogo do calibre como o deste sábado.

- Pensando na competição em especial, mais importante do que ganhar clássico é a chance da terceira vitória em quatro jogos. Quando começamos, deixamos claro que precisávamos dar o máximo até a pausa da Copa América. Para, aí sim, redesenhar e ganhar uma coletividade maior. Terceira vitória seria muito especial. Sabemos que é um jogo muito difícil, adversário que costuma se impor, treinador com ideia consolidada de trabalho, coletividade avançada. Temos condição de nos superar. A forma como os jogadores vem se dedicando me dá confiança - salientou o comandante alvinegro, na manhã desta sexta.

Eduardo Barroca vai para o seu quarto jogo comandando o Botafogo (Foto: Flavio Hopp/Lancepress!)
Eduardo Barroca vai para o seu quarto jogo comandando o Botafogo (Foto: Flavio Hopp/Lancepress!)
Foto: Lance!

Aos 37 anos, Barroca também comentou a respeito das valências do Fluminense, recordando garotos que trabalharam com ele nos tempos de Seleção Brasileira de base. Por fim, externou onde o Glorioso e o Tricolor podem brigar na competição (confira a tabela completa aqui).

- Fluminense tem um time, apesar de jovens, com muita experiência. Alan e Caio Henrique jogaram comigo no Sul-Americano Sub-20 em 2017 no Equador... Pedro já com protagonismo nacional. Gilberto passou pela base do Botafogo. Tem aqueles formados no Fluminense que sempre foram referências a nível nacional como Calazans, Mascarenhas, Frazan, Daniel, atletas de nível de seleção na base. Vai ser um jogo difícil pelo nível dos jogadores e pela coletividade que o Flu tem já em nível avançado.

- Acho que as duas equipes se equivalem na forma, nas individualidades e nas ideias. Vai ser um duelo bom, um jogo de coragem, de equipes que querem buscar coisas grandes na competição. É a leitura que tenho. Botafogo e Fluminense podem brigar na parte de cima da competição - finalizou.

O jogo entre Botafogo e Fluminense, com mando tricolor, será realizado neste sábado, às 16h (de Brasília), no Maracanã, pela quarta rodada do Brasileirão.

Lance!
  • separator
  • comentários
publicidade