0
Logo do Flamengo
Foto: terra

Flamengo

Bandeira nega que médico do Fla tenha vetado contratação de Conca

Rubro-Negro divulgou nota oficial nesta quarta-feira para esclarecer situação do argentino

9 ago 2017
22h09
atualizado às 22h09
  • separator
  • comentários

O presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, negou que o chefe do departamento médico do clube, Márcio Tannure, tenha desaconselhado a contratação do meia Conca. O jornal "Extra" noticiou que o então vice-presidente de futebol rubro-negro, Flávio Godinho, decidiu fechar negócio mesmo assim.

Conca não foi nem sequer relacionado para a partida contra o Palestino, nesta quarta-feira, na Ilha do Urubu. Nas redes sociais, o meia disse estar em condições de jogo, após perguntas de rubro-negros.

Nesta quarta-feira, o Fla divulgou uma nota oficial dizendo que 'os riscos para a contratação (de Conca) foram apresentados, analisados e assumidos por todas as áreas do departamento de futebol profissional'. Questionado sobre o assunto, o presidente rubro-negro reiterou que não houve recomendação negativa de Tannure para a contratação.

- Soltamos a nota, achamos que ela tinha sido explicativa, mas pelo visto foi mais uma vez mal interpretada. Não houve absolutamente veto nenhum. Acho que o departamento médico do Flamengo tem que ser respeitado. Não houve veto, não houve nenhuma recomendação negativa. O nosso chefe do departamento médico esteve em Miami examinando o Conca, o Conca veio, se recuperou e está entregue ao departamento médico há muito tempo. Já fez duas partidas, três ou quatro jogos treino que foram acompanhados por vocês. A presença dele em campo ou não é uma decisão exclusivamente da comissão técnica - disse o mandatário.

Confira abaixo a nota oficial divulgada pelo Flamengo:

"Sobre as recentes reportagens envolvendo a vinda do atleta Dario Conca, o Clube de Regatas do Flamengo esclarece que, como em todas as contratações, a de Conca foi baseada em diversos critérios, como seu histórico e qualidade técnica.

Em 2016, quando atuava no futebol chinês, o jogador sofreu lesão dos ligamentos do joelho esquerdo. Em decorrência das duas cirurgias a que foi submetido, os riscos para sua contratação foram apresentados, analisados e assumidos por todas as áreas do departamento de futebol profissional.

A partir daí, foi desenvolvido um projeto de recuperação para o meia, com o Flamengo programando etapas para que o atleta atingisse a sua plenitude. É importante destacar que Conca segue trabalhando diariamente conforme o programado pela comissão técnica.

Por fim, o Flamengo reitera que todas as suas decisões, incluindo as do departamento médico do futebol, são baseadas em critérios técnicos".

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade