0

Bahia vence Athletico, encerra 'seca' e pode deixar o Z-4

Após dois meses sem vencer, o Bahia levou vantagem diante do Athletico na Arena Fonte Nova

20 jan 2021
19h58
atualizado às 20h05
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Acabou a seca de triunfos do Bahia. Na Arena Fonte Nova, o time tricolor venceu o Athletico por 1 a 0 e deixou momentaneamente a zona de rebaixamento, com 32 pontos e na 15ª colocação. O time paranaense estaciona na 10ª posição, com 39 pontos.

Foto: Walmir Cirne/Agif / Estadão

Calendário

Na próxima jornada, o Bahia faz clássico regional contra o Sport, na Ilha do Retiro. Enquanto isso, o Athletico busca a recuperação contra o Flamengo, na Arena da Baixada.

Início agitado

Dispostos dentro de campo, Bahia e Athletico começaram o duelo acelerado e antes dos 15 minutos criaram uma chance cada. Pelo lado do time tricolor, Nino Paraíba exigiu ótima defesa de Santos. A resposta da equipe paranaense foi através de Christian, que parou em Douglas. Porém, quem pensou que tudo poderia fluir em alta velocidade se enganou, já que o confronto ficou preso ao meio-campo e quase nada foi criado na sequência da etapa inicial.

A força do banco

Em meio a fraca produção do sistema ofensivo, o técnico Dado Cavalcanti mexeu no Bahia e promoveu as entradas de Rossi e Rodriguinho. No primeiro lance da dupla, Rossi invadiu a área, chutou cruzado e Thiago Andrade completou para o gol.

Athletico pouco inspirado

No prejuízo, o Athletico foi forçado a assumir o controle da partida, mas não conseguiu envolver o Bahia. O time de Paulo Autuori girava a bola, abria a jogada pelas laterais, mas não penetrou no sistema defensivo do rival.

BAHIA 1 X 0 ATHLETICO

Local: Arena Fonte Nova, Salvador (BA)

Data-Hora: 20/1/2021 - 18h

Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)

Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)

VAR: José Cláudio Rocha Filho (SP)

Público/renda: pagantes/R$

Cartões amarelos: Ramon (BAH), (CAP)

Cartões vermelhos: -

Gols: Thiago Andrade (19'/2ºT)

BAHIA: Douglas, Nino Paraíba Ernando, Juninho e Matheus Bahia; Gregore, Ramon (Rossi, aos 22/2ºT) e Ramírez (Edson, aos 34/2ºT); Fessin (Rossi, aos 15/2ºT), Gabriel Novaes (Rodriguinho, aos 15/2ºT) e Thiago Andrade (Alesson, aos 34/2ºT). Técnico: Dado Cavalcanti.

ATHLETICO: Santos; Jonathan (Zé Ivaldo, aos 28/2ºT), Pedro Henrique, Thiago Heleno e Khellven; Alvarado (Bruno Leite, aos 33/2ºT), Christian e Jadson; Vitinho (Reinaldo, aos 33/2ºT), Carlos Eduardo (Walter, aos 39/2ºT) e Kayzer (Bissoli, aos 39/2ºT). Técnico: Paulo Autuori.

Veja também:

Flamengo encostou no Palmeiras! Confira o ranking de maiores campeões nacionais do Brasil
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade