0

Augusto Inácio não esconde insatisfação em pouco tempo de trabalho no Brasil

Técnico português criticou experiência no futebol brasileiro: "no início é tudo uma maravilha, dizem que estão conosco, mas é tudo mentira"

22 fev 2020
22h25
  • separator
  • 0
  • comentários

Recém-demitido após uma breve passagem ao clube de Santa Catarina, Augusto Inácio, de fato, não gostou nada do método de trabalho durante o pouco tempo em que esteve no país.

André Palma/Avaí
André Palma/Avaí
Foto: Lance!

Em entrevista ao jornal A Bola, o comandante, em uma dura crítica, resumiu o que acha do futebol brasileiro."O futebol brasileiro é uma pistola com uma bala lá dentro e uma roleta russa. Sabendo agora como aquilo é, é tudo como eu quero. No Brasil é mais para morrer do que para sobreviver. No início é tudo uma maravilha, dizem que estão conosco, mas é tudo mentira", disse.

No entanto, deixando um pouco de lado apenas o lado negativo, Augusto também destacou pontos positivos, entre eles, jogadores de qualidade em diferentes divisões.

"O que trago de positivo? Perceber aquela mente, como querem trabalhar. É possível encontrar jogadores com muito boa qualidade nas diferentes séries e não se gastar muito. Deixei marca de rigor e cultura de exigência, vamos ver o que vai acontecer no futuro", completou.

Veja também:

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade