0

Atlético-MG lamenta morte de Beth Carvalho, musa da Série B de 2006

A cantora fez um show memorável no Mineirão, quando a equipe mineira confirmou o seu retorno à Serie A do Brasileiro, após a vitória sobre o América-RN

30 abr 2019
19h56
atualizado às 20h07
  • separator
  • 0
  • comentários

A morte da cantora Beth Carvalho deixou o mundo do Samba e da música de luto. Mas, o mundo do futebol também lamentou sua partida, aos 72 anos de idade, nesta terça-feira, 30 de abril. A torcida do Atlético-MG e o próprio clube manifestaram pesar com o falecimento da cantora.

Beth entrou para a história alvinegra em 2006, quando fez um show memorável no Mineirão, após a vitória sobre o América-RN, que garantiu a volta do Galo à primeira divisão nacional. O time mineiro disputou a Série B em 2006 apos cair em 2005.

A música "Vou Festejar", virou hino extra oficial dos torcedores atleticanos que sempre a entoavam em momentos de alegria com o Galo. O Galo fez uma postagem no twitter lamentando a morte de Beth.

Mesmo sendo botafoguense, Beth Carvalho virou musa da torcida atleticana com o clássico "Vou Festejar", que embalou o título da Série B de 2006- (Divulgação)
Mesmo sendo botafoguense, Beth Carvalho virou musa da torcida atleticana com o clássico "Vou Festejar", que embalou o título da Série B de 2006- (Divulgação)
Foto: Lance!

-O Clube Atlético Mineiro lamenta profundamente o falecimento de Beth Carvalho, a Madrinha do Samba. Intérprete do segundo hino da torcida do #Galo, ela sempre estará viva na voz da Massa Atleticana.
Descanse em paz, Madrinha! pic.twitter.com/nnhebm3qYp
— April 30, 2019- postou o clube mineiro.


A identificação com Atlético-MG foi tão grande que a cantora também recebeu o Galo de Prata, honraria concedida pelo clube a personalidades que ajudaram a elevar o nome do Atlético-MG pela performance em 2006.




Veja também:

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade