1 evento ao vivo

Atlético-GO bate o RB Bragantino no fim e se afasta do Z4

Resultado ajuda o Dragão a saltar na classificação; Massa Bruta segue entre os últimos colocados

11 out 2020
20h15
atualizado às 21h01
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Em confronto direto para deixar as últimas posições no Brasileirão, Atlético-GO e Red Bull Bragantino mediram forças na noite deste domingo (11), pela 14ª rodada da competição.

(Foto: Heber Gomes/Atlético-GO)
(Foto: Heber Gomes/Atlético-GO)
Foto: LANCE!

Com o resultado de 2 a 1, a equipe de Vagner Mancini chegou aos 18 pontos, pulando para a 11ª colocação. Já o time comandado por Maurício Barbieri, graças ao tropeço fora de casa, permaneceu no Z4 com apenas 12 pontos, na 19ª posição.

BOM INÍCIO DO RED BULL BRAGANTINO

Nos primeiros 10 minutos de jogo em Goiânia, a equipe visitante já mostrava que não daria espaços aos Atlético-GO. Com isso, a equipe de Maurício Barbieri pressionava a saída de bola do adversário, conseguindo até criar uma chance com Bruno Tubarão, porém a tentativa do atacante acabou não surtindo o efeito esperado.

ATLÉTICO-GO MELHORA, PORÉM É O MASSA BRUTA QUEM ABRE O PLACAR

Com algumas boas chances sendo criadas na sequência, quem assustou foi o Braga com Leandrinho e Ytalo, dando susto ao goleiro Jean. Já por parte do Dragão, tentando responder na mesma moeda, Dudu e Zé Roberto trataram de testar Júlio César, como no chute do lateral que obrigou o camisa 1 a fazer bonita defesa.

Entretanto, nessa pressão de ambos os lados, quem levou a melhor foi a equipe do Red Bull. Após lance entre Ytalo e Jean, a bola sobrou para Claudinho, que, de fora da área, marcou um golaço no Olímpico. 1 a 0.

DRAGÃO CONSEGUE O EMPATE MINUTOS MAIS TARDE

Atrás no marcador, a equipe comandada por Vagner Mancini não queria ficar no prejuízo. Sendo assim, aos 31 minutos, aproveitando um cruzamento sem marcação, o camisa 7 mandou a bomba contra o rival, deixando tudo igual. 1 a 1.

CONFRONTO GANHA EMOÇÃO NA RETA FINAL DA PRIMEIRA ETAPA

Buscando um tento para ficar em vantagem antes do término do primeiros 45 minutos, os times passaram a arriscar mais. No entanto, mesmo com tentativas por parte do Atlético com Éder e Edson, além de Ytalo, por parte do Bragantino, em nenhuma foi o suficiente para alterar o marcador, mantendo o empate parcial ao apito do árbitro Héber Roberto Lopes.

SEGUDO TEMPO COMEÇA COM MUDANÇAS NO BRAGANTINO

Na esperança de reverter a situação, Barbieri optou por três modificações, entre elas as entradas de Hurtado, Weverton e Wesley. Porém, mesmo com as mudanças, o Red Bull conseguiu chegar apenas uma vez com perigo em uma tentativa de bicicleta de Ytalo, dando trabalho ao goleiro Jean.

Com o tempo passando, a equipe de Mancini, tentando não ficar para trás, passou a oferecer perigo também a Júlio César. Sendo assim, aos 15 minutos, foi a vez de Marlon Freitas, após cruzamento de Ferrareis, cabecear na trave, assustando o setor defensivo do Braga.

COM CERTO EQUILÍBRIO, TIMES NÃO CONSEGUIAM MUDAR O PLACAR

Após trocas por parte do técnico do Dragão, o confronto tinha tudo para ganhar mais emoção. Entretanto, a única boa chance foi de Hyuri, aos 34, após o meia pegar rebote de Júlio César na tentativa de Everton Felipe, quase mandando para o fundo das redes.

PERTO DOS ACRÉSCIMOS, ATLÉTICO CONSEGUE O GOL DA VITÓRIA

Quando tudo parecia estar encaminhando par ao empate, aos 44 minutos, Matheuzinho, que havia entrado no lugar de Janderson, conseguiu mandar a bola para o fundo das redes. Aproveitando passe de Matheus Vargas, o meia não titubeou e fez o segundo tento dos donos da casa, dando números finais por 2 a 1.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-GO 2x1 RED BULL BRAGANTINO

Local: Estádio Olímpico, Goiânia (GO)

Data e hora: 11/10/2020 - 18h15 (horário de Brasília)

Árbitro: Héber Roberto Lopes (CBF-SC)

Assistentes: Alessandro Álvaro Rocha de Matos (FIFA-BA) e Helton Nunes (CBF-SC)

VAR: Caio Max Augusto Vieira (CBF-RN)

Cartões amarelos: Léo Ortiz (RBB); Edson (ACG)

Cartões vermelhos: -

Gols: Claudinho (aos 19'/1ºT) (RBB); Janderson (aos 31'/1ºT) e Matheuzinho (aos 44'/2ºT) (ACG)

ATLÉTICO-GO: Jean; Dudu (Arnaldo, aos 36'/2ºT), João Victor, Éder e Nicolas; Marlon Freitas, Edson e Chico (Matheus Vargas, aos 20'/2ºT); Janderson (Matheuzinho, aos 36'/2ºT), Gustavo Ferrareis (Everton Felipe, aos 27'/2ºT) e Zé Roberto (Yuri, aos 19'/2ºT). Técnico: Vagner Mancini

RED BULL BRAGANTINO: Júlio César; Raul, Léo Ortiz, Ligger e Edimar (Hurtado, no intervalo; Ricardo Riller, aos 45'/2ºT)); Uillian Correia (Weverton, no intervalo), Ricardo Ryller e Claudinho; Leandrinho (Wesley, no intervalo; Luis Phelipe, aos 32'/2ºT)), Bruno Tubarão e Ytalo. Técnico Maurício Barbieri.

Veja também:

Veja imagens do espetacular novo CT do Liverpool
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade