0

Atlético de Madrid vence Arsenal e está na final da Liga Europa

Com gol do brasileiro naturalizado espanhol Douglas Costa, Colchoneros eliminam Gunners. Com o resultado, era Arsène Wenger chega ao fim sem título continental

3 mai 2018
18h05
atualizado às 18h15
  • separator
  • comentários

O Atlético de Madrid é o primeiro finalista da Liga Europa, segundo principal torneio do continente. Em casa, os Colchoneros venceram o Arsenal por 1 a 0, gol de Diego Costa e tentarão o tri na competição (em três decisões). A partida marcou o adeus do treinador Arsène Wenger no comando dos Gunners em competições europeias após 22 anos (e dois vices). Este resultado junta-se ao empate em 1 a 1 da semana passada, na Inglaterra. Os títulos do Atlético foram nas temporadas 2009/2010 e 2012/2014.

Divulgação: Twitter Atlético de Madrid
Divulgação: Twitter Atlético de Madrid
Foto: Lance!

A final é em jogo único e os espanhóis enfrentarão RB Salzburg ou o Olympique de Marselha, que decidem neste momento a outra semifinal. O jogo será no dia 16/5, uma quarta-feira, em Lyon, na França. O Atlético é o segundo time de Madrid em uma final continental - o Real decidirá a Champions contra o Liverpool dez dias depois.

Atlético entrou decidido a matar logo o jogo

Apesar do 0 a 0 classificar o Atlético de Madrid, os Colchoneros não queriam saber e entraram em campo decididos a liquidar a fatura o mais rápido possível, mas esbarrava na falta de pontaria e nas boas intervenções do goleiro Ospina. A primeira boa chegada dos espanhóis foi logo aos seis, com Diego Costa invadindo a área, mas errando a finalização.

No minuto seguinte, Koscielny se lesionou sozinho, saiu de campo chorando e precisou dar entrada para Chambers. A troca de zagueiros, claro, não interferiu na dinâmica do jogo e os espanhóis mantiveram a intensidade. Koke e Griezmann tiveram as melhores chances, mas quem marcou foi mesmo o sergipano naturalizado espanhol. Aos 47, Griezmann tocou para Diego Costa, que chutou na saída de Ospina.

Era raro o Arsenal aprontar, principalmente no primeiro tempo. Foi o que aconteceu aos 27, quando Lacazette e Özil tiveram boas oportunidades em sequência.

Atlético volta intenso, mas Arsenal cresce na reta final

Os Colchoneros retornaram do intervalo da mesma forma. Nem parecia que houve a pausa. Diego Costa perdia gols em profusão, enquanto os Gunners começavam a gostar do jogo. Aos sete da etapa complementar, por exemplo, a bola foi alçada na área, mas Ramsey dominou mal. Mkhitaryan também levou perigo. Ainda pelo lado espanhol, Griezmann e Fernando Torres (que foi muito aplaudido ao entrar no lugar de Costa), levaram perigo a Ospina.

Lance!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade