5 eventos ao vivo

Atlético de Madrid marca no fim e empata com a Juventus

Com gols de Cuadrado e Matuidi, a Velha Senhora abriu boa vantagem, mas os Colchoneros, jogando em casa, buscaram o empate

18 set 2019
18h00
atualizado às 18h31
  • separator
  • 0
  • comentários

Atlético de Madrid e Juventus empataram nesta quarta-feira, em 2 a 2, pela primeira rodada da Liga dos Campeões. A Juve abriu 2 a 0 com Cuadrado (um golaço) e Matuidi. Os Colchoneros, porém, buscaram o empate na raça, com gols de Savic e, depois, Herrera, nos minutos finais.

Atlético conseguiu o empate na raça (Foto: Reprodução)
Atlético conseguiu o empate na raça (Foto: Reprodução)
Foto: LANCE!

ATLETI MELHOR

O Atlético de Madrid começou a partida com mais profundidade, explorando bem as laterais e saindo com velocidade para o ataque. A marcação também era mais forte, principalmente no meio. João Félix era quem levava mais perigo, com boa saída no contra-ataque e presença de área nas bolas paradas.

 

JUVE POUCO CRIATIVA

A Juventus tinha pouca criatividade no meio de campo. Matuidi, Pjanic e Khedira não davam a velocidade devida ao ataque. Com o meio engessado, a Velha Senhora passou a explorar as pontas, com Cuadrado e Cristiano Ronaldo. A Juve, porém, seguia sem criatividade. O Atleti, por sua vez, diminuiu o ritmo, mas continuava mais perigoso, principalmente nos contra-ataques.

GOLAÇO E VANTAGEM

Ao contrário do primeiro tempo, a Juventus aproveitou a chance que teve e abriu o placar logo no início. Em belo contra-ataque, Higuaín encontrou Cuadrado, que bateu sem chances para Oblak. O gol fez com que a Juve crescesse e dominasse os espaços. Em novo contra-ataque, Alex Sandro colocou a bola na cabeça de Matuidi, que não desperdiçou.

ATLETI BUSCA O EMPATE

O Atlético de Madrid se recuperou rápido. Em jogada ensaiada à la Simeone, a bola foi alçada na área, Giménez desviou e Savic completou para diminuir. Após o tento, o Atleti passou a pressionar a Juventus e conseguiu o gol de empate. De novo, em bola parada, Herrera subiu mais que a zaga italiana e empatou nos minutos finais.

Lokomotiv Moscou bate o Bayer Leverkusen na Alemanha

O Lokomotiv Moscou suportou a pressão e estreou com o pé direito na Liga dos Campeões. Nesta quarta-feira, os russos superaram o Bayer Leverkusen pelo placar de 2 a 1, no BayArena, na Alemanha, pela primeira rodada do Grupo D. Grzegorz Krychowiak e Dmitri Barinov marcaram para os Leões, e Benedikt Howedes fez contra para os alemães.

BAYER LEVERKUSEN 1X2 LOKOMOTIV MOSCOU(Foto: SASCHA SCHUERMANN / AFP)
BAYER LEVERKUSEN 1X2 LOKOMOTIV MOSCOU(Foto: SASCHA SCHUERMANN / AFP)
Foto: LANCE!

Na próxima rodada, o Bayer Leverkusen enfrenta a Juventus, na terça-feira, às 16h, em Turim, na Itália. No mesmo dia e horário, só que na Rússia, o Lokomotiv Moscou encara o Atlético de Madrid.

MUITOS PASSES 

Em casa, o Bayer Leverkusen iniciou o duelo melhor, com muita posse de bola e se concentrando no setor ofensivo. No entanto, haviam poucas finalizações a gol. Com isso, o Lokomotiv Moscou aproveitou a primeira oportunidade que teve para empurrar para o fundo da rede. João Mario passou para Grzegorz Krychowiak, que bateu rapidamente no canto inferior esquerdo do goleiro. Rifat Zhemaletdinov teve uma chance logo depois, mas desperdiçou.

CONTOU COM A SORTE! 

Depois de sofrer o gol, os Leões começaram a pressionar mais. Com a sorte, o time igualou o placar. Após chute de Charles Aránguiz, a bola desviou em Benedikt Howedes, o goleiro se atrapalhou e a bola entrou. Porém, não demorou muito e a resposta dos russos vieram. Aos 37 minutos, Dmitri Barinov aproveitou a falha do goleiro e deu um lindo chute por cobertura para ficar a frente do placar novamente.

ALEMÃES PERIGOSOS, MAS... 

Atrás do placar, o Leverkusen buscou tirar o prejuízo no marcador e foi mais intenso. Kevin Volland e Kai Havertz tiveram boas oportunidades, mas não balançaram a rede. O Lokomotiv até tentava chegar ao setor ofensivo, mas esbarrava na boa marcação dos adversários. Fora isso, os russos suportaram a pressão até o fim e conquistaram o triunfo na estreia.

*Sob a supervisão de Aigor Ojêda

Veja também:

 

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade