1 evento ao vivo

Atletas olímpicas do Flamengo vibram com o adiamento dos Jogos: 'Podemos respirar aliviadamente'

Às redes sociais do Rubro-Negro, Sarah Menezes, do judô, e Flávia Saraiva, da ginástica artística, falaram sobre o atual cenário relacionado às Olimpíadas de Tóquio

24 mar 2020
17h15
atualizado às 19h24
  • separator
  • 0
  • comentários

O adiamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio já é tido como realidade e a ser oficializado pelo Comitê Olímpico Internacional (COI). E as atletas do Flamengo que defendem o Brasil Sarah Menezes, do judô, e Flávia Saraiva, da ginástica artística, falaram sobre este atual cenário.

Sarah, prestes a completar 30 anos (nesta quinta-feira), vem defendendo a Seleção em todas as competições internacionais, como o Grand Prix de Tel Aviv (Israel), Aberto de Odivelas (Portugal) e o Grand Slam de Paris (França).

Para a campeã olímpica nos Jogos de Londres, em 2012, o adiamento será positivo e de "extrema importância".

- Para mim foi de extrema importância pois terei ainda mais tempo para ganhar força e massa da minha lesão e me preparar melhor. Agora, temos que esperar o calendário voltar ao normal e continuar focada - falou Sarah, que ainda admitiu estar em processo de adaptação quanto às atividades em casa.

Campeã olímpica em 2012, Sarah Menezes veste as cores do Flamengo (Foto: Marcelo Cortes / Flamengo)
Campeã olímpica em 2012, Sarah Menezes veste as cores do Flamengo (Foto: Marcelo Cortes / Flamengo)
Foto: Lance!

Através das redes sociais do Flamengo, Flávia Saraiva também vibrou com a possibilidade do adiamento, que está a poucas horas de ser anunciado oficialmente pelos organizadores.

- Agora nós, atletas, podemos respirar aliviadamente pois teremos tempo para treinar e se cuidar também. Eu quero pedir para vocês também continuarem se cuidando, não saiam em casa e lavar sempre as mãos, passem álcool em gel, se cuidem e dos outros também - falou Flavinha, que ainda convocou os seguidores a seguirem os seus treinos diários, compartilhados no Instagram.

Os líderes dos Jogos concordaram que os Jogos Olímpicos de Tóquio poderiam ser um farol de esperança para o mundo durante esses tempos conturbados e que a chama olímpica poderia se tornar a luz no fim do túnel em que o mundo se encontra atualmente. Portanto, foi acordado que a chama olímpica permanecerá no Japão. Também foi acordado que os Jogos manterão o nome de "Jogos Olímpicos e Paralímpicos Tóquio 2020", mesmo que o adiamento tenha sido para 2021 (ainda sem data definida).

Veja também:

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade