0

As várias opções de Abel Braga para montar a equipe sem Bruno Henrique

Artilheiro do Carioca com oito gols, atacante recebeu o terceiro cartão amarelo e está fora da partida decisiva do Estadual. Durante o ano, o técnico já testou algumas alternativas

15 abr 2019
06h02
  • separator
  • comentários

A vantagem é grande, mas após a vitória por 2 a 0 sobre o Vasco, na primeira partida da decisão do Carioca, Abel Braga reforçou: "O Flamengo ainda não ganhou nada". Assim, é certo que o técnico colocará o que tem de melhor à disposição no clássico do próximo domingo, no Maracanã. Outra certeza é a ausência de Bruno Henrique, artilheiro do Estadual, suspenso pelo terceiro cartão amarelo recebido no primeiro jogo da final. Então, o rubro-negro inicia a semana com a pergunta: como o treinador escalará o time sem o camisa 27?

Afinal, ter Bruno Henrique suspenso não é uma novidade para Abel Braga em 2019. Além de goleador, o atacante também é o jogador do Flamengo mais indisciplinado na temporada: são sete cartões amarelos e duas expulsões. No entanto, nas partidas em que o camisa 27 esteve suspenso, o treinador optou por uma equipe alternativa. Foi assim contra Volta Redonda, na Taça Rio, e na decisão do segundo turno do Estadual, diante do Vasco - foram dois empates.

- Triste por não poder jogar o segundo jogo, mas tenho certeza que o companheiro que entrar vai dar conta do recado - afirmou Bruno Henrique.

Durante a temporada, Abel Braga realizou testes e colocou em prática um rodízio nos primeiros meses da temporada, portanto, alguns jogadores já atuaram pela ponta direita no time do Flamengo. O LANCE! avaliou as opções.

Bruno Henrique colocou o Flamengo em vantagem, mas não jogará a final (Foto: Cesar Sales/AM Press/Lancepress!)
Bruno Henrique colocou o Flamengo em vantagem, mas não jogará a final (Foto: Cesar Sales/AM Press/Lancepress!)
Foto: Lance!

RETORNO DE DIEGO: A MUDANÇA MAIS SIMPLES

Diego em treino no Ninho do Urubu (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Neste domingo, contra o Vasco, Abel Braga tinha entre os reservas um dos principais nomes do elenco: Diego. O camisa 10 entre os titulares é uma das possibilidades para suprir a ausência de Bruno Henrique. Com a entrada do meia, que atua centralizado, Everton Ribeiro é deslocado para o lado direito, exercendo função a qual está mais do que acostumado a fazer pela equipe.

Assim, Arrascaeta permanece aberto na direita e Gabigol como centroavante. Esta pode ser a considera a mudanças mais simples e que menos modifica a estrutura do time que venceu - e convenceu - o Vasco no Estádio Nilton Santos.

ARRASCAETA PODE ATUAR NO CENTRO. E NA ESQUERDA?

Outra opção passa pelo posicionamento de Arrascaeta, que pode atuar como meia central. O uruguaio fez mais uma boa apresentação no clássico e, no momento, sua saída da equipe principal, é impensável. Neste cenário, com Everton Ribeiro à direita e Gabigol como centroavante, resta uma vaga na esquerda. E o principal candidato a ocupá-la é o atacante Vitinho, de 25 anos.

O camisa 11 não teve uma sequência como titular com Abel, mas conta com a confiança do técnico. Ao lado de Uribe, ele é o reserva mais utilizado em 2019, entrando durante sete partidas no total. Vitinho fez três gols na temporada.

CAMISA 9 PODE FAZER A PONTA DIREITA

Assim que a bola rolou para os primeiros minutos da decisão estadual, ficou claro que Abel Braga havia invertido Gabriel Barbosa - aberto na direita - e Bruno Henrique - centralizado e próximo à área. Durante a partida, os dois inverteram os papéis e foram fazer "as suas", mas a opção do treinador deixa claro que há confiança em Gabigol como titular e aberto pelo lado do campo.

Neste caso, Abel olha para o elenco e vê alguns centroavantes à disposição. O principal candidato é o colombiano Uribe, que ficou de fora das últimas duas partidas por conta de uma torção no tornozelo esquerdo. O atacante tem a semana pela frente para recuperar-se e estar entre os atletas relacionados.

Vitinho - que já fez a de camisa 9 em outros momentos - e os jovens Vitor Gabriel e Lincoln correm por fora pela titularidade neste cenário. Com a reapresentação do grupo marcada para terça-feira, no Ninho do Urubu, e sem jogos no meio de semana, Abel terá até domingo para definir o melhor time.

Lance!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade