0

Artilheiro do River Plate é o único brasileiro nas categorias de base do futebol argentino

Cleiton De Arquino Grefe é brasileiro de Ponta Porá, no Mato Grosso do Sul

12 dez 2018
09h13
  • separator
  • 0
  • comentários

Quatrocentos jovens se apresentaram com um só objetivo: vestir a camisa do River Plate. Apenas um conseguiu seduzir com seu futebol e chegar em Assunção, para a fase final dos testes. O talentoso é Cleiton De Arquino Grefe, um brasileiro de Ponta Porá, Mato Grosso do Sul, que atuava no Club 2 de Mayo, na segunda divisão do campeonato paraguaio. Sua habilidade resultou uma prova exitosa, e em três semanas, já havia incorporado a equipe sub-18 do time do Monumental.

Cleiton De Arquino Grefe atua na base do River Plate (Foto: Site oficial do River Plate)
Cleiton De Arquino Grefe atua na base do River Plate (Foto: Site oficial do River Plate)
Foto: Lance!

Cleiton, de 19 anos, é atacante e destro. Chegou às terras paraguaias por viver na fronteira entre os dois países. A sede de seu ex clube está na cidade Pedro Caballero e nela surgiu a oportunidade de realizar um teste para ingressas nas categorias de base do River. Mais de 300 jogadores passaram para a segunda fase e na final sobraram apenas três. A fase definitiva foi disputada na capital paraguaia, desta vez, o único classificado foi o camisa 11. Cleiton foi emprestado ao Millonário no final de 2016 por um ano, com opção de compra.

- Minha história no futebol começou aos cinco anos de idade, sempre amei muito o que faço. Meus pais são separados, me aproximei do meu pai com 14 anos, quem sempre me acompanhou foi minha mãe, ela esteve lado a lado comigo em todos os momentos. Cheguei no River através de uma prova numa cidade paraguaia, que faz divisão com a minha. Não acreditei que teria um teste do River por ser muito longe da Argentina. Quatrocentos jogadores se inscreveram, passei entre trezentos. Vim para Buenos Aires, em duas semanas o River conversou comigo e fiquei definitivamente - contou Cleiton.

Enquanto forma parte das categorias formativas do clube, no River existem esperanças em torno do atacante de 19 anos. Cleiton conta com uma marca interessante: marcou dois gols em um duelo contra o Boca Juniors, rival máximo dos Millonários. Conquistou recentemente a Quarta Divisão Argentina, pelo time B, quando foi artilheiro com 9 gols. Também foi o maior goleador do tradicional torneio amistoso, Weifang Cup, na China, onde marcou cinco tentos.- No dia a dia do clube acordamos cedo e treinamos, ás vezes realizamos um segundo turno pela tarde para aprimorar a parte técnica. Minha adaptação foi muito boa, faço amizades muito rápido e procurei aprender a lingua deles, me adaptei muito rápido. Aqui temos uma estrutura enorme, as condições são bem diferentes de muitos clubes, me sinto feliz em jogar num time grande como é o River Plate, ainda mais por ser o único brasileiro aqui, sinto orgulho - declarou.

Cleiton já treinou duas vezes junto da equipe principal pelo comando de Marcelo Gallardo. Em uma das ocasiões, jogou contra o time titular "imitando" o elenco do Boca Juniors, já que o River Plate disputaria naquela semana a final da Supercopa Argentina contra o rival. Os jogadores do time B ficaram responsáveis por fazer as funções dos atletas xeneizes e Cleiton representou Pavón, atacante que atuou na Seleção Argentina na Copa do Mundo da Rússia.

- Jogamos contra a equipe titular no Monumental e tínhamos que imitar o jogo do Boca. Gallardo me colocou para jogar como o Pavón, queria que eu arrancasse pela direita e fizesse as diagonais que ele faz. Assim eu enfrentava o Saracchi e quando jogava por dentro me dava de cara com o Ponzio. Por sorte saiu tudo bem e o River foi campeão. Treinar neste estádio me fez sentir uma energia, é um lugar onde posso estar futuramente como titular. Agradeço a eles por terem me escolhido e acolhido da melhor maneira. Me trataram muito bem durante estes dois anos - contou.

O atacante esteve a um passo de estrear pela primeira divisão, quando esteve no banco de reservas diante do Lanús, uma derrota por 1 a 0, no final de setembro. Um dos seus sonhos é poder jogar pela equipe principal de Gallardo, assim como ter a chance de representar um clube brasileiro e migrar para a Europa futuramente.

- Tenho o objetivo de jogar na Europa e seria muito gratificante poder também jogar no meu país. No Brasil eu seria muito feliz, perto da minha família, do meu povo e na minha casa. Eu jogaria no São Paulo, é o meu time de coração, temos grandes clubes e grandes torcidas, mas eu gostaria muito de jogar no tricolor um dia - alegrou.

Ao estilo "Robinho", como assim denomina, Cleiton gosta de pisar na área constantemente e é um finalizador nato. Tem habilidade para criar jogadas, é veloz e possui bom drible no mano a mano. Um de seus maiores talentos é o jogo aéreo, quatro dos nove gols na conquista da quarta divisão foram marcados de cabeça.

- Por eu ser brasileiro, eles sempre esperam algo a mais, como aquele jogo mais bonito e diferenciado, um jogo mais alegre. Tenho dois ídolos brasileiros, um é o Neymar e o outro é o Robinho, acho que possuem características que desempenho no meu futebol, de pedalar, fintar, ser rápido e executar drible em velocidade. Da Argentina gosto de Nacho Scocco (titular do River Plate) que tem uma grande qualidade e sempre está de cara pro gol. E também Lautaro Martinez (ex Racing, atualmente na Inter de Milão) que é uma preocupação para os defensores, os pressiona e cada vez que tem chance de marcar não desperdiça - revelou Cleiton.

Nos 30 times que disputam a Superliga, primeira divisão do campeonato argentino, há apenas um atleta brasileiro. Se trata de Mosquito, atacante do Arsenal de Sarandí que veio do time carioca Boavista. Outros jogadores do país, como o lateral Baiano e o meia Iarley, passaram pelo terreno albiceleste e vestiram a camisa do Boca Juniors, mas não tiveram destaque. Apenas Silas, que jogou pelo San Lorenzo entre 1995 e 1997, deixou a marca canarinha no território.

FICHA TÉCNICA
Nascimento: 9 de janeiro de 1999
Cidade: Ponta Porá, Mato Grosso do Sul
Peso: 70 kg
Estatura: 1,79 m
Perfil: destro
Divisão: quarta
Posição: atacante

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade