0

Após tropeço diante do Coritiba, Vasco tem o desafio de melhorar seu retrospecto nos confrontos diretos

No primeiro turno, o Cruz-Maltino venceu apenas Sport e Botafogo dos times que lutam para se afastar do Z4. Equipe terá pela frente RB Bragantino, Bahia, Fortaleza e Goiás

18 jan 2021
09h03
atualizado às 09h03
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Durante a coletiva em que foi reapresentado à torcida vascaína, Luxemburgo ressaltou a sequência de confrontos diretos que a equipe teria pela frente. Após duas boas atuações e uma euforia inicial, o Gigante da Colina tropeçou para o Coritiba em São Januário e voltou a ligar o alerta para a proximidade do Z4. A reta final do Brasileirão continua e o time precisa pontuar, sobretudo nas partidas contra rivais da parte de baixo da tabela.

Com um a menos, Vasco perdeu para o Coritiba por 1 a 0 em São Januário (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)
Com um a menos, Vasco perdeu para o Coritiba por 1 a 0 em São Januário (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)
Foto: Lance!

Na próxima quarta, o Cruz-Maltino volta a campo diante do RB Bragantino, às 21h30 (de Brasília), em mais um famoso jogo de seis pontos. Não há mais espaço para falhas ou descuidos como aconteceu contra a equipe paranaense. O Vasco necessita levantar a cabeça e disputar as nove finais que restam com a mesma intensidade apresentada no clássico com o rival Botafogo.

É óbvio que pontuar contra os times que disputam o título também é essencial neste momento. O Gigante da Colina terá pela frente duelos contra Atlético-MG, Flamengo, Internacional, Palmeiras e Corinthians. Porém, com 32 pontos, os outros quatro jogos serão marcados por confrontos decisivos na briga contra o rebaixamento. Além do time de Bragança Paulista, os comandados de Luxa também enfrentam Bahia, Fortaleza e Goiás.

De acordo com os números do portal 'Infobola', do matemático Tristão Garcia, com o tropeço diante do Coritiba, o Vasco aumentou as suas chances de rebaixamento de 16 para 23%. Contra o time do Alto da Glória, os cariocas perderam os dois jogos na competição e não vencem desde 2013.

- Era um confronto direto. O prejuízo é que perdemos para um adversário que está lá embaixo na tabela. E com uma vitória hoje avançaríamos para 35 pontos e ficaríamos muito próximos do nosso objetivo inicial. Não tivemos uma atuação convincente. O segundo tempo, com um jogador a menos, a equipe se dedicou, correu bastante, mas não foi o suficiente para conseguirmos o resultado. Mas é uma situação que poderia acontecer. Vamos ter que buscar esse resultado negativo em casa de outra maneira - disse Luxemburgo.

- Ainda temos nove jogos e essa conta que estamos fazendo é de 12 jogos. Se tivéssemos ganhado hoje, não terminaríamos a competição, nem teríamos ficado na Primeira Divisão. Perdemos hoje e também não muda nada. Nós continuamos correndo atrás da manutenção da equipe na Primeira Divisão - completou o treinador.

- Quem vem por aí: veja promessas que podem aparecer nos clubes brasileiros

Por fim, o retrospecto nessa reta final precisa ser diferente dos últimos nove jogos do primeiro turno. O Vasco não venceu RB Bragantino, Bahia, Fortaleza e Goiás nos confrontos de ida, e deixou pontos importantes pelo caminho. Para a sequência do campeonato, caso vença esses jogos, o time somará mais 12 pontos e chegará a 44, número que possivelemente o salvaria da degola.

Jogos que restam para o Vasco no Brasileirão

RB Bragantino x Vasco - Nabi Abi Chedid - quarta, às 21h30 (confronto direto);

Vasco x Atlético-MG - São Januário - dia 23/1 - 21h;

Palmeiras x Vasco - Allianz Parque - às 20h;

Vasco x Bahia - São Januário - dia 31/1 - às 16h (confronto direto);

Flamengo x Vasco - Maracanã - dia 4/2, às 21h;

Fortaleza x Vasco - Castelão - dia 10/2 - 19h15 (confronto direto);

Vasco x Internacional - São Januário - dia 13/2 - a definir;

Corinthians x Vasco - Neo Química Arena - 21/2 - a definir;

Vasco x Goiás - São Januário - 24/2 0 a definir (confronto direto).

Resultados do Vasco nos confrontos diretos no Brasileirão

Turno

Vasco 2x0 Sport - São Januário - São Januário - 13/8;

Vasco 1x2 Atlético-GO - São Januário - 10/9;

Botafogo 2x3 Vasco - Nílton Santos - 13/9;

Coritiba 1x0 Vasco - Couto Pereira - 20/9;

Vasco 1x1 RB Bragantino - São Januário - 27/9;

Bahia 3x0 Vasco - Pituaçu - 7/10;

Vasco 0x0 Fortaleza - São Januário - 19/11;

Goiás 1x1 Vasco - Serrinha - 1/11

Returno

Sport 0x2 Vasco - Ilha do Retiro - 14/11;

Atlético-GO 0x0 Vasco - Antônio Accioly - 7/1;

Vasco 3x0 Botafogo - São Januário - 10/1

Vasco 0x1 Coritiba - São Januário - 16/1

Confira a nota de corte, ano a ano, desde que o Brasileirão passou a ter 20 clubes

2019: nota de corte 39 pontos

2018: nota de corte 43 pontos

2017: nota de corte 43 pontos

2016: nota de corte 45 pontos

2015: nota de corte 43 pontos

2014: nota de corte 40 pontos

2013: nota de corte 45 pontos

2012: nota de corte 45 pontos

2011: nota de corte 43 pontos

2010: nota de corte 42 pontos

2009: nota de corte 46 pontos

2008: nota de corte 44 pontos

2007: nota de corte 45 pontos

2006: nota de corte 44 pontos

Veja também:

Veja os números dos principais nomes do Flamengo na campanha do octa!
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade