1 evento ao vivo

Após eliminação, Castan desabafa: 'Estamos tentando de tudo'

Zagueiro disse que não irá acusar ninguém, mas que internamente haverá cobranças

4 dez 2020
00h34
atualizado às 07h48
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Em São Januário, o Vasco perdeu muitas chances de abrir o placar, mas foi derrotado pelo Defensa y Justicia por 1 a 0, e deu adeus à Copa Sul-Americana. Na saída de campo, o capitão Leandro Castan desabafou e disse que o time está tentando de tudo. Ele também lamentou o lance do gol dos argentinos, após falha da defesa, e a ausência da torcida cruza-maltina por causa da Covid-19.

Leandro Castan lamentou mais uma derrota do Vasco em São Januário (Foto: Rafael Ribeiro / Vasco.com.br)
Leandro Castan lamentou mais uma derrota do Vasco em São Januário (Foto: Rafael Ribeiro / Vasco.com.br)
Foto: LANCE!

"A torcida sempre foi o nosso 12º jogador com o estádio cheio empurrando o time. Nos três anos que estou aqui, a torcida foi sempre quem empurrou o time. Nós nunca fomos uma equipe brilhante, mas sempre um time que a torcida empurrava. Infelizmente, eles estão fazendo falta. Mas o jogo hoje chegaram (adversário) uma vez no jogo, e a bola espirrou, bateu na trave. Não sei o que falar. Estamos tentando de tudo, correndo, em cima das nossas limitações, em cima de tudo", lamentou o zagueiro

Em um ano atípico, chegamos agora ao início de dezembro, tem um campeonato todo pela frente, tem a Covid, perdemos muitos jogadores. Mas não adianta dar desculpas. Agora é assumir a responsabilidade, fazer de tudo para dar a volta por cima, porque a gente sabe o peso dessa camisa. E em outros tempos, muitos daqui não estariam vestindo essa camisa agora. Então temos que dar o nosso máximo dentro de campo - completou.

Além disso, o camisa 5 afirmou que como capitão jamais irá acusar nenhum jogador do elenco para a imprensa, mas que internamente haverá cobranças. No jogo desta noite, o atacante Ribamar perdeu pelo menos quatro grandes oportunidades de abrir o placar, mas não conseguiu estufar a rede. O jovem goleiro Lucão falhou no gol do adversário e deixou o campo chorando.

"A gente sabe que precisa melhorar muito. Não vou vir aqui falar que está tudo bem. Não está tudo bem. Mas eu não posso vir aqui também acusar A, B ou C. A gente faz isso dentro do vestiário. Eu nunca vou ser o capitão que vai virar e apontar, se for pra fazer isso eu não sirvo. Eu vou sempre defender os meus companheiros, mesmo que errem quinhentos gols, vou defender aqui fora, mas lá dentro a gente vai brigar. Não vou fazer show para ganhar ibope. Agora é hora de recuperar. Está todo mundo no limite, físico, psicológico. Vamos fazer de tudo para dar a volta por cima na temporada", finalizou.

O Vasco volta a campo no próximo domingo diante do Grêmio, às 16h (de Brasília), na Arena, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro. A equipe necessita vencer para sair da zona da degola e afastar o iminente perigo de rebaixamento.

Veja também:

Veja onde estão 24 andarilhos no futebol brasileiro
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade