0

Após atuação segura, Marcelo Alves surge como boa alternativa para sistema defensivo do Vasco

Zagueiro foi um dos destaques da vitória diante do Sport por 2 a 0 na Ilha do Retiro e aparece como uma boa opção opção no Gigante da Colina para a sequência da temporada

18 nov 2020
09h03
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Desde a chegada de Ricardo Sá Pinto, um dos grandes desafios do português é arrumar o sistema defensivo do Vasco, que sofreu muitos gols nos últimos dois meses (13 até a chegada do treinador). Uma das primeiras medidas foi a mudança no esquema tático, com a utilização de três zagueiros e um meio-campo "mais povoado". E o que se viu nas últimas partidas foi uma defesa um pouco mais consistente, dando menos espaço aos adversários.

Marcelo Alves teve uma grande atuação na vitória diante do Sport na Ilha do Retiro (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)
Marcelo Alves teve uma grande atuação na vitória diante do Sport na Ilha do Retiro (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)
Foto: Lance!

Apesar dos desfalques contra o Sport, a defesa teve uma boa apresentação e a atuação de um jogador em especial chamou a atenção da torcida vascaína: Marcelo Alves. Aos 22 anos, o jogador tem 1,92, e é o melhor defensor do elenco no jogo aéreo, característica importante das equipes de Sá Pinto. Ele não entrava em campo desde o jogo contra o Coritiba em setembro.

De acordo com os números do portal "Sofascore", o camisa 30 teve bons scouts no sábado. Foram 8 cortes, 6 interceptações, 2 chutes bloqueados, 2 desarmes e 89% dos passes certos ao longo do confronto. Jogando ao lado de Werley e Ricardo Graça, o zagueiro foi o grande destaque do sistema defensivo e comentou sobre sua atuação em entrevista ao site oficial do clube.

- Muito feliz pela vitória, nossa equipe estava precisando vencer. A gente precisava voltar a fazer boas partidas e hoje (sábado) não foi diferente, espero que se mantenha nessa pegada. Meu último jogo foi diante do Coritiba. Fiquei um tempo sem jogar e estive ainda um período me recuperando da Covid-19. A gente vem trabalhando duro no dia a dia, o pessoal vem passando um trabalho de preparação para estarmos todos no mesmo nível, até mesmo no de quem vem jogando regularmente - disse.

Feliz pela oportunidade, Marcelo espera continuar na equipe, aproveitar a chance para tentar se firmar e conquistar de vez uma vaga na disputada zaga vascaína. Além de Werley e Ricardo Graça, o elenco tem o capitão Leandro Castan, o jovem Miranda, ambos atualmente com Covid-19, e o recém-contratado Jadson. Alves elogiou o trabalho de Sá Pinto e destacou a disciplina tática exigida pelo português.

- O professor chegou para somar. É um profissional que chegou para acrescentar muito, trouxe todo o grupo para ele e faz questão de pregar o quanto nosso elenco é forte. Ele está sempre nos cobrando a disciplina tática, sempre deixa claro isso para todos, até para quem vem jogando menos. Para quando surgir um situação como a de hoje (sábado), que ele precisou contar comigo e com o Werley, que não vínhamos jogando, possamos desempenhar tudo que ele nos passar da melhor forma possível. Acho que o mais importante é ele pregar o grupo, na maioria das vezes até quem não está jogando, quando entrar, sabe exatamente o que fazer - disse.

Na busca por subir na tabela e se afastar da zona da degola, o Vasco volta a campo na quinta contra o Fortaleza, às 19h, em São Januário. A partida é válida pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro e foi adiada, pois o Tricolor cearense disputava as oitavas de finais da Copa do Brasil.

- É um jogo que a gente precisa vencer, para dar um salto ainda maior na tabela (contra o Fortaleza). Tenho certeza que a gente vai se recuperar bem e quem estiver em campo no próximo jogo vai dar o seu melhor pelo Vasco - salientou o zagueiro ao site oficial do Vasco.

Veja também:

Confira a repercussão da morte de Maradona na Argentina e pelo mundo
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade