1 evento ao vivo

Após apresentação, Atlético-MG investiga três casos suspeitos de contaminação pelo coronavírus

O nomes das pessoas não foram revelados e estão afastadas em quarentena pelo clube

12 mai 2020
17h04
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O Atlético-MG investiga três possíveis casos de Covid-19 no grupo de pessoas que se apresentaram na Cidade do Galo, na última segunda-feira, 11 de maio.

Jogadores, membros da comissão técnica e funcionários do estiveram no CT do clube para serem submetidos a exames de sangue e secreções para identificar possíveis casos de contágio pelo novo coronavírus.

O clube testou todos que foram no centro de treinamento, mas já identificou três pessoas com sintomas parecidos com a da Covid-19, gerando preocupação no clube.

Sem revelar os nomes dos possíveis casos, o Galo afastou as três pessoas com suspeita de terem sido contaminadas pelo coronavírus, que ficarão em quarentena.

O presidente alvinegro, Sérgio Sette Câmara disse que Rodrigo Lasmar, chefe do departamento médico atleticano, envia relatórios diários sobre a situação do grupo de jogadores, funcionários e comissão técnica do Atlético.

Caso haja confirmação dos casos, as pessoas serão separadas dos saudáveis, que formarão um comitê interno para que os treinos possam ser retomados na Cidade do Galo, respeitando os protocolos de segurança sanitária.

Jogadores, funcionários e comissão técnica foram testados por médicos na Cidade do Galo e três casos são suspeitos de contaminação por Covid-19-(Pedro Souza/Atlético-MG)
Jogadores, funcionários e comissão técnica foram testados por médicos na Cidade do Galo e três casos são suspeitos de contaminação por Covid-19-(Pedro Souza/Atlético-MG)
Foto: Lance!

- Combinamos com o Rodrigo de receber todos os dias o relatório dele. Ele me liga, me passa ou manda mensagem. Me passou que foram feitos exames em 67 pessoas, e o total será de cento e poucos. Estão sendo feitos alguns exames. E foram detectadas ali três pessoas com alguns sintomas que poderiam ser de Covid-19. Elas foram prontamente afastadas, colocadas em quarentena para observação - disse Sette Câmara em entrevista à TV Band Minas.



Sette Câmara revelou uma parceria com o Hospital Mater Dei, que trabalhou em conjunto com o clube na coleta dos exames dos membros que atuam no CT alvinegro.

- Fizemos em parceria com o Mater Dei, outro grande parceiro do Atlético a família Salvador. São conselheiros importantíssimos para o Atlético e foram super parceiros. Garanto a vocês que o preço que estamos pagando é praticamente o de custo. Disponibilizaram funcionários dos laboratórios dos hospitais para nos atender-concluiu.

O Atlético-MG estava com intenção de trabalhar no campo na segunda quinzena de maio. Com essa nova situação, a os treinamentos podem ter mudança de prazo para seu início.

Veja também:

DIÁRIO L! DA COPA DE 70: a repercussão da vitória da Seleção sobre os tchecos na estreia do mundial
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade