0

Aos 44 anos, Marcelinho anuncia aposentadoria do vôlei

O levantador defendeu o Corinthians/Guarulhos na atual Superliga

8 mai 2019
11h11
atualizado às 11h11
  • separator
  • 0
  • comentários

O levantador Marcelinho, que defendeu o Corinthians/Guarulhos na atual Superliga Cimed, anunciou, nesta quarta-feira, o fim da carreira como jogador de vôlei.

Marcelinho ao lado de Serginho Escadinha no Corinthians (Divulgação)
Marcelinho ao lado de Serginho Escadinha no Corinthians (Divulgação)
Foto: Lance!

Foram 26 anos em quadra como profissional, uma vida inteira dedicada ao vôlei. Durante 11 anos, Marcelinho vestiu a camisa da Seleção Brasileira e colecionou conquistas como a medalha olímpica de prata em Pequim-2008, o ouro nos Jogos Pan-Americanos Rio-2007, no Campeonato Mundial de 2006, na Copa do Mundo de 2007 e em cinco edições da Liga Mundial.

- Eu já vinha amadurecendo essa decisão nos últimos anos. Olhando a minha carreira, não faltou nada. Tive saúde para jogar em alto nível, sou realizado e muito feliz com tudo o que construí. Esse é o momento certo de parar - afirmou o levantador, que completará 45 anos em novembro.

Sobre o futuro, Marcelinho cogita seguir no vôlei como treinador. Além disso, pensa em trabalhar com a esposa e em montar um projeto para trabalhar com crianças.

- Acho que tenho perfil para treinador. Preciso parar, me organizar, mas é um caminho possível, de preferência no Rio de Janeiro, para ficar perto da minha família. Gostaria de trabalhar com a minha esposa, nas escolas que ela administra, trabalhando com a criançada, e de repente montar um projeto de vôlei. O vôlei me deu tudo, me fez ser quem sou e agora começa uma nova etapa da minha vida.

No Brasil, Marcelinho defendeu alguns dos principais clubes do país: Suzano (SP), Florianópolis (SC), Unisul (SC), Sesi (SP), Pinheiros (SP), Vasco (RJ), Minas (MG), Ulbra (RS), Botafogo (RJ), Olympikus (RJ) e Corinthians (SP). No exterior, passagens pela Itália, Grécia e Suíça.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade