0

Ao L!, Andrey fala sobre atuar na saída de bola: 'Gosto dessa função, é uma das principais do time'

Jogador de 22 anos fala sobre a variação que tem encarado em campo no Cruz-Maltino, detalha rotina em meio à paralisação de atividades e frisa: 'Precisamos evoluir sempre'

19 mai 2020
07h28
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O início de 2020 foi marcado por mudanças em campo para Andrey. Em vez de ter mais liberdade para avançar e até arriscar finalizações com frequências na equipe cruz-maltina, ele atuou de maneira mais recuada sob o comando de Abel Braga. O que soou como novidade para os torcedores foi encarado com naturalidade pelo jovem de 22 anos.

Volante se notabilizou por suas finalizações (Rafael Ribeiro/Vasco)
Volante se notabilizou por suas finalizações (Rafael Ribeiro/Vasco)
Foto: Lance!

- Eu me sinto à vontade em ambas as posições - destacou.

Ao LANCE!, o volante reforçou seu desejo de continuar a ter uma sequência de jogos com a camisa do clube e evitou traçar perspectivas sobre o que o novo técnico da equipe, Ramon Menezes, tem a lhe oferecer. Porém, com a vivência que tem em São Januário, Andrey reconhece onde pode evoluir.

- Quero melhorar a explosão, posicionamento... Jogando em sequência, fica tudo mais fácil - garante.

LANCE!: Neste ano, você foi importante na saída de bola sob o comando de Abel Braga. Atuar desta forma é uma novidade para você?

Andrey: Não é uma novidade, eu gosto dessa função. Inclusive, entendo que é umas das principais características de um volante.

L!: Você prefere esta função ou jogar como segundo volante, como era de costume em suas temporadas anteriores?

Dentro dos jogos tem uma variação. Como primeiro volante, tenho a oportunidade de participar mais do jogo, iniciar as jogadas. Mas sendo o segundo, tenho mais chances de chutar ao gol, que é um arma que treino bastante.

L!: O (novo técnico do Vasco) Ramon Menezes chegou a dar algum indicativo de qual função que ele quer que você exerça?

Ainda não, nem tivemos tempo para isso. Tudo vai depender de como ele pretende trabalhar as características de cada jogador no time.

L!: No ano passado, o (à época treinador cruz-maltino) Vanderlei Luxemburgo elogiou você publicamente, mas lhe deu um "puxão de orelha", dizendo que era dos jogadores do elenco que estavam acima do peso. Você tem dificuldade para emagrecer?

Não, não tenho dificuldade. Estava um pouco acima (do peso) e logo perdi. Com o tempo, vamos aprendendo a cuidar mais da alimentação e a seguir as recomendações dos fisiologistas .

Como você tem mantido a forma nesse período de isolamento?

Faço exercícios todos os dias. E , claro, minha alimentação está balanceada, seguindo as recomendações do clube.

Você deve completar cem jogos como profissional nesta temporada. Em qual aspecto acredita que precisa evoluir mais?

Acho que precisamos evoluir sempre. Gosto muito de chutar ao gol e, por isso, gosto também de treinar esses chutes de média distância. E quero melhorar a explosão, posicionamento... Jogando e tendo sequência, fica tudo mais fácil.

Veja também:

Editor do L! analisa retorno de Fred ao Fluminense
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade