0

Alisson relembra início na Europa e ressalta títulos da última temporada

Em entrevista ao 'Marca', o atleta comentou a dificuldade de goleiros serem indicados ao prêmio de melhor jogador do mundo:' A diferença é que o goleiro não marca gols, evita'

4 set 2019
12h35
atualizado às 12h35
  • separator
  • 0
  • comentários

Alisson é um dos grandes destaques do Liverpool e da Seleção Brasileira. Em entrevista ao jornal espanhol 'Marca', o jogador disse a dificuldade que é para um goleiro conquistar o prêmio de melhor jogador do mundo, relembrou seu início na Europa, ressaltou a importância dos títulos conquistados e apontou Taffarel como seu principal ídolo. Confira os melhores momentos da entrevista abaixo.

Alisson é um dos destaques do Liverpool (Foto: Divulgação)
Alisson é um dos destaques do Liverpool (Foto: Divulgação)
Foto: Lance!

OBJETIVOS
- Temos muito o que aspirar tanto no Liverpool quanto na Seleção Brasileira. Temos vários objetivos coletivos e também tenho objetivos individuais. Ainda me falta muito para conquista-los e espero que esta temporada seja tão boa quanto a última.

CHAMPIONS OU COPA AMÉRICA?
- Cada título tem a sua importância. A Liga dos Campeões é o campeonato mais importante de clubes da Europa e fazia tempo que o Liverpool não ganhava. A Copa América é um título especial pois foi meu primeiro com a Seleção. Foi uma conquista do nosso país, diante do nosso povo e da nossa família.

BOLA DE OURO
- Li algumas notícias (de que podia ter sido indicado a Bola de Ouro) e fico orgulhoso, mas sei que não é fácil. É ainda mais difícil para um goleiro. Mas também tenho a consciência tranquila. Isso significa que estou fazendo bem o meu trabalho e tem gente que valoriza. (...) É um tema muito complexo. A diferença é que o goleiro não marca gols, evita (risos). E as pessoas gostam de comemorar gols. É o momento mais importante do futebol. Creio que os atacantes se destacam um pouco mais. É algo natural, mas, pouco a pouco, as coisas estão mudando.

SOBRE YASHIN TER CONSEGUIDO A BOLA DE OURO
- Já sabia disso. Para você ver como é difícil para os goleiros (Yashin conquistou o prêmio em 1963). Como eu disse, seria uma grande honra, mas prefiro pensar somente em fazer o meu trabalho e ajudar o Liverpool nesta temporada.

INÍCIO NA EUROPA
- Passaram muitas coisas na minha cabeça quando saí da Itália, porque foi tudo muito rápido na minha carreira. Você se lembra de tudo que passou para chegar naquele momento. Tive que deixar meu país e não sabia o que iria acontecer nos próximos meses. Era uma mistura de euforia e incredulidade. Mas, desde os primeiros dias, fui muito bem recebido e logo me adaptei. Em dois anos fui para a Inglaterra e foi tudo bem.

ÍDOLO
- Eu tenho vários ídolos, mas fico com o Taffarel.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade