0

Aldo opina sobre o salário dos atletas no UFC, pede união, mas diz: 'Momento horrível para fazer isso'

Questionado sobre a polêmica envolvendo a reivindicação dos lutadores do UFC em busca de melhores salários, José Aldo pede união dos atletas, mas elogia esforço da organização em manter e realizar eventos; confira as declarações:

9 jul 2020
12h36
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Profissional no MMA desde 2004 e lutando pelo Ultimate a partir do ano de 2011, José Aldo tem experiência de sobra para comentar sobre os bastidores e as questões ligadas ao esporte. Em meio aos eventos promovidos pelo UFC durante a pandemia do coronavírus, outro tema que repercutiu bastante nos últimos tempos foi a questão das bolsas pagas aos atletas, que gerou insatisfação e duras críticas de atletas como Jon Jones, Jorge Masvidal e Paige VanZant, que exigem uma valorização financeira.

José Aldo afirmou que não é o momento para discutir sobre o salário dos atletas (Foto: Reprodução/YouTube/UFC)
José Aldo afirmou que não é o momento para discutir sobre o salário dos atletas (Foto: Reprodução/YouTube/UFC)
Foto: Lance!

Prestes a entrar no octógono, no sábado (11), quando disputará o cinturão peso-galo contra Petr Yan no card do UFC 251, em Abu Dhabi, Aldo conversou com jornalistas na última quarta-feira (8) e, ao ser questionado sobre o salário dos atletas, o ex-campeão peso-pena ressaltou que uma união entre os lutadores é necessária para reivindicar direitos, entretanto, fez questão de valorizar o esforço do Ultimate em promover eventos durante a pandemia, mantendo seu plantel em plena atividade. O brasileiro ainda ressaltou que não é o momento ideal para debater tal assunto.

- Acho que é um momento horrível para fazer isso. Vemos tantas empresas falindo, pessoas perdendo seus empregos de longa data, e aqui está o UFC, tentando nos fazer trabalhar, tentando nos dar trabalho. Veja todo o dinheiro que estão gastando. Veja tudo o que eles estão fazendo para voltar e nos levar de volta à luta - disse o atleta da Nova União, que seguiu opinando sobre o tema.

- Concordo que precisa acontecer algum tipo de união e (uma melhor) pagamento aos lutadores, mas agora, basta olhar para as famílias que não sabem o que será o amanhã. Aqui estamos, temos a chance de trabalhar. Nós chegamos até aqui. Já é difícil chegar aqui, então não é o momento certo para fazer isso - encerrou.

CARD COMPLETO:

UFC 251
Ilha de Yas, em Abu Dhabi (EAU)
Sábado, 11 de julho de 2020

Card principal (23h, de Brasília)
Peso-meio-médio: Kamaru Usman x Jorge Masvidal
Peso-pena: Alexander Volkanovski x Max Holloway
Peso-galo: Petr Yan x José Aldo
Peso-palha: Jéssica Bate-Estaca x Rose Namajunas
Peso-mosca: Amanda Ribas x Paige VanZant

Card preliminar (19h, de Brasília)
Peso-meio-pesado: Volkan Oezdemir x Jiri Prochazka
Peso-meio-médio: Elizeu Capoeira x Muslim Salikhov
Peso-pena: Makwan Amirkhani x Danny Henry
Peso-leve: Léo Santos x Roman Bogatov
Peso-pesado: Marcin Tybura x Maxim Grishin
Peso-mosca: Raulian Paiva x Zhalgas Zhumagulov
Peso-galo: Karol Rosa x Vanessa Melo
Peso-galo: Martin Day x Davey Grant

Veja também:

Colunista do L! critica falha na coleta dos exames da Covid-19 em jogos do Brasileiro
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade