1 evento ao vivo

Aguirre explica ideia de usar Brenner no sub-20 e vê Diego Souza como 9

Treinador uruguaio utilizou o atacante de 18 anos somente uma vez em dez partidas no clube e avisa que concorda com Tite em relação ao melhor posicionamento de Diego Souza

3 mai 2018
19h53
  • separator
  • 0
  • comentários

Diego Aguirre voltou a dar chance a Diego Souza no domingo e avisa que o jogador é opção para o São Paulo como centroavante, exatamente na função em que foi convocado por Tite para a Seleção Brasileira. Nessa posição, no clube, quem ainda precisa evoluir é Brenner, na opinião do treinador.

Técnico quer que Brenner evolua como centroavante e aponta Diego Souza na posição (Érico Leonan/saopaulofc.net)
Técnico quer que Brenner evolua como centroavante e aponta Diego Souza na posição (Érico Leonan/saopaulofc.net)
Foto: Lance!

O técnico propôs ao jogador de 18 anos, promovido do time sub-17 diretamente para o elenco principal, que atue pela equipe sub-20 do clube em algumas partidas. Brenner só foi utilizado uma vez em dez jogos com Aguirre e, na visão do treinador, evoluiria mais se retornasse à base.

- O Brenner é um menino, temos de cuidar dele. É como um filho para mim, e é um projeto muito bom do clube. Simplesmente, achamos que alguns têm de pegar ritmo de jogo. Quem não joga não cresce, não melhora. Se não compete, não tem o ritmo que queremos. Ele poderia ter alguns minutos e sequência no sub-20, para estar mais perto daqui e preparado para a Seleção - disse o técnico para a rádio Transamérica.

- Queremos cuidar, proteger e ajudar. Queremos o melhor para os meninos, especialmente. Com certeza, daqui um ou dois anos, será um centroavante espetacular. Mas precisa continuar nesse processo de amadurecimento - prosseguiu Aguirre.

Na próxima semana, Brenner já deixará de ficar à disposição de Aguirre para realizar um período de treinos com a Seleção Brasileira sub-20, visando o Sul-Americano da categoria, no ano que vem. Enquanto isso, quem pode ser mais escalado é Diego Souza, que há menos de duas semanas teve uma oferta do Vasco recusada pelo Tricolor, iniciando uma espécie de força-tarefa para ele mostrar que valeu a pena gastar R$ 10 milhões para tirá-lo do Sport em janeiro.

- O Brasil tem muitos centroavantes no mundo. Por que o Tite o levou de 9? Alguma coisa se vê que ele tem. Ele é 9. Foi uma grande contratação. Se esteve perto de sair ou não, não sei bem, mas o que passou, passou. Sempre trabalhou bem, e temos um relacionamento de muito respeito. Voltou a ter chance, está bem e brigando por um lugar como todos - falou o treinador, indicando que não deve usar Diego Souza chegando do meio.

- Ele tem de se adaptar à necessidade do time, aos jogadores que tenho. Se joga mais para trás, não joga Nenê ou Cueva. Sei que ele jogava mais para trás, mas, agora, precisamos de um 9. O São Paulo o comprou como centroavante, Tite o levou como centroavante. Não há discussão. Ele vai fazer gol, porque finaliza de forma espetacular e é bom mesmo dentro da área.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade