0

Abel Braga se recusa a falar após derrota do Cruzeiro para o CSA

A coletiva pós-jogo não aconteceu por um pedido do treinador que preferiu deixar a conversa com os jornalistas para a Toca da Raposa, nesta sexta-feira, 29 de novembro

29 nov 2019
00h51
atualizado às 00h51
  • separator
  • 0
  • comentários

O momento do Cruzeiro, que já era ruim, ficou ainda pior com a derrota para CSA, 1 a 0, no Mineirão, na noite desta quinta-feira, 28 de novembro, no Mineirão. Além da má atuação em campo, dos distúrbios dentro do estádio com o lançamento de sinalizadores dentro do campo e uma pequena confusão entre torcedores, o técnico Abel Braga se recusou a falar depois da partida.

O treinador celeste disse que estava de cabeça quente e preferiria conversar com a imprensa na Toca da Raposa, nesta sexta-feira, 29 de novembro- (Bruno Haddad/Cruzeiro)
O treinador celeste disse que estava de cabeça quente e preferiria conversar com a imprensa na Toca da Raposa, nesta sexta-feira, 29 de novembro- (Bruno Haddad/Cruzeiro)
Foto: Lance!

O treinador pediu para o diretor de comunicação do clube, Valdir Barbosa, comunicar os jornalistas que não haveria coletiva para dar explicações sobre o jogo, o resultado e principalmente com foi o desempenho da equipe diante dos alagoanos.

Abel avisou que falaria na Toca da Raposa nesta sexta-feira, 29 de novembro, porque achou que não estava em condições de analisar a partida por estar de "cabeça quente". A comissão técnica comunicou que, de "cabeça fria" , vai falar com a imprensa no CT cruzeirense.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade