1 evento ao vivo

Kean, da Juventus, diz que comemoração de gol foi melhor resposta contra racismo

3 abr 2019
13h51
  • separator
  • 0
  • comentários

Moise Kean, atacante da Juventus, defendeu sua comemoração de gol, dizendo que ela foi a melhor resposta contra o racismo depois que alguns disseram que ela foi a causa de o jogador de 19 anos sofrer ofensas racistas na partida de terça-feira do Campeonato Italiano contra o Cagliari.

Moise Kean, da Juventus, durante partida contra o Empoli pelo Campeonato Italiano
30/03/2019 REUTERS/Massimo Pinca
Moise Kean, da Juventus, durante partida contra o Empoli pelo Campeonato Italiano 30/03/2019 REUTERS/Massimo Pinca
Foto: Reuters

Já a Fare, agência anti-discriminação do futebol europeu, descreveu o racismo no futebol como a "epidemia italiana" e disse que houve um aumento alarmante na quantidade de incidentes.

Kean, que foi provocado durante todo o jogo, aproveitou um cruzamento de Rodrigo Bentancur e selou a vitória de 2 x 0 dos líderes isolados da liga italiana e depois se colocou diante dos torcedores do Cagliari atrás do gol e abriu os braços.

Em reação, estes fizeram o som que na Itália é descrito como "buu" e visto como uma ofensa racista, mas alguns torcedores argumentam que é simplesmente para incomodar os jogadores rivais, independentemente da raça.

Mais tarde Kean publicou uma foto da comemoração com a mensagem: "A melhor maneira de responder ao racismo", e Blaise Matuidi, seu colega de equipe e meio-campista da França, publicou a mesma foto com a mensagem: "Preto e Branco. #nãoaoracismo".

Nenhum dos times fez comentários oficiais nesta quarta-feira.

O comitê disciplinar da liga italiana provavelmente tratará dos incidentes na sexta-feira, assim que as partidas do dia estiverem encerradas.

Imediatamente após o jogo, Leonardo Bonucci, zagueiro da Juventus, disse que Kean tem parte da culpa pelos incidentes por não comemorar com seus colegas de time.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade