0

Juventude vence o América e avança na Copa do Brasil

28 fev 2019
23h51
atualizado às 23h51
  • separator
  • 0
  • comentários

As surpresas do mundo da bola. Na noite desta quinta-feira, em Caxias do Sul, o Juventude entrou em campo com uma campanha frágil no Campeonato Gaúcho e com escassez de vitórias em casa. Já o América visitou o Sul do país com a vice-liderança do estadual e com grande expectativa em torno do ano americano. No entanto, o grupo da casa engrossou para os alviverdes e garantiram classificação na Copa do Brasil.

O América volta a campo agora apenas no dia 9 de março, contra o Tupinambás, no Independência. Ao Juventude, resta seguir com os preparativos enquanto se prepara para o próximo duelo, com adversário ainda a ser definido. Pelo regional, o time só joga novamente no dia 10 de março, contra o Caxias.

Primeiro tempo

Embalado no Campeonato Mineiro, na segunda colocação do regional, além de ter passado na primeira fase da Copa do Brasil sem grandes transtornos, o América entrou em campo como favorito, considerando, inclusive, os problemas do Juventude em jogar nos seus domínios, sem vitórias desde outubro.

O América dominou as principais ações do jogo. A equipe ficava mais com a bola, trocava mais passes e conseguia ser mais criativa. O meia Marcelo Toscano era o principal jogador do Coelho, levava algum perigo contra a meta adversária.

Aos 10, em ótima jogada do Coelho, Toscano recebeu na entrada da área e chutou colocado. O goleiro, com muito trabalho, colocou para fora.

Apesar de ser melhor em campo, com mais posse de bola, o América não conseguia ter volume necessário para abrir o placar. O Juventude com sua postura muito fechada não facilitava em nada. A partida perdeu em qualidade.

Aos 44, Dalberto cruzou na área e a bola pegou no braço de João Paulo. O árbitro marcou pênalti e, na cobrança, o zagueiro Genílson converteu.

Segundo tempo

Antes mesmo do América esboçar qualquer reação, levou o segundo gol. Aos 20 segundos da etapa complementar, o Coelho falhou feio na saída de bola e deu espaço para o contra-ataque do Juventude. O meia Breno recebeu a bola na área, dividiu com o arqueiro Fernando Leal, e ficou com a bola livre só para empurrar para o fundo das redes.

Com dois gols contrários, o América se mandou para o ataque. Mas não fazia do seu volume gols e isso criava ansiedade e nervosismo na equipe mineira.

Aos 43, o time alviverde conseguiu reduzir: de pênalti, Jonatas Belusso, mandou para o fundo das redes, mas com o relógio do árbitro já bastante adiantado, não teve chances.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade