0
Logo do Jogos Pan-Americanos
Foto: terra

Jogos Pan-Americanos

Vingança contra Argentina teve “cabeça fria e coração quente”

26 jul 2015
09h50
  • separator
  • comentários

Derrotada pela Argentina na final dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara 2011, a Seleção Brasileira se vingou dos rivais ao vencer a decisão em Toronto 2015 na noite de sábado. De forma emocionante, a equipe nacional ganhou na prorrogação por 29 a 27 após empate por 24 a 24 no tempo normal.

"O título veio coroar o trabalho que já tem sido feito há bastante tempo. Antes da prorrogação, o Jordi (Ribera, técnico) pediu para que ficássemos com o coração quente e a cabeça fria. Esse é o lema. Pensar o jogo de uma forma tranquila para sair com a vitória", disse o central Diogo, generoso ao falar de seus colegas.

"Todo o grupo teve uma boa atuação, mas o Maik e o Thiagus foram monstros. Agora é comemorar, descansar e seguir pensando no nosso objetivo maior, que são os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro", declarou o central, um dos mais experientes da equipe.

O espanhol Jordi Ribera, técnico da Seleção Brasileira, estava visivelmente feliz ao final da partida. Antes da decisão, o equilíbrio emocional da equipe em uma decisão contra a Argentina, algoz da equipe na edição de Guadalajara 2011, era motivo de preocupação.

"Em jogos entre Brasil e Argentina, pode acontecer qualquer coisa. Foi uma partida cara a cara, com as duas equipes querendo ganhar, mas, no meu ponto de vista, o Brasil foi superior. Nós temos que valorizar o presente e a força da preparação que eles fizeram", declarou.

Os arquirrivais Brasil e Argentina decidiram o torneio pan-americano de handebol masculino nas últimas quatro edições do torneio. Derrotada em Guadalajara 2011, a Seleção venceu as finais de Santo Domingo 2003, Rio de Janeiro 2007 e Toronto 2015.

"Quando nós perdemos em Guadalajara, fiquei um mês dormindo mal e naquele momento prometi para mim que aquilo nunca mais se repetiria. Agora, a medalha de ouro está aqui. Foi muito importante ganhar. Graças a Deus eu estava bem concentrando e consegui viver intensamente cada momento", disse o goleiro Maik.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade