PUBLICIDADE

Recordista do Brasil em Olimpíadas, Jaqueline Mourão é candidata à Comissão de Atletas do COI

Mineira é uma das atletas aptas a disputar uma vaga no CACOI. A atleta está perto de conquistar uma das duas vagas no esqui cross country feminino nos Jogos de Inverno de Pequim

22 out 2021 09h31
ver comentários
Publicidade

Recordista brasileira de participação em Jogos Olímpicos, Jaqueline Mourão pode conseguir um novo feito em Pequim-2022. A mineira, que está muito perto de uma das duas vagas no esqui cross country feminino, é uma das atletas aptas a disputar uma vaga na Comissão de Atletas do Comitê Olímpico Internacional (CACOI). Caso confirme a classificação para a Olimpíada de Inverno na China, ela chegará à oitava participação olímpica, a quinta em Jogos de Inverno, ambos recordes entre os atletas brasileiros. E, em vencendo a eleição, poderá ser a primeira brasileira a integrar a CACOI.

"Fiquei muito honrada pela escolha do meu nome para a eleição para a Comissão de Atletas do COI, uma forma de reconhecimento de todos meus feitos e dedicação ao esporte. Mais feliz ainda pelo COI ter aceitado a minha candidatura, o processo é extenso, com muitas etapas e reuniões. Acredito que toda a minha vivência e o domínio de línguas me ajudaram a efetivar minha candidatura", disse Jaqueline Mourão.

"Eu espero contribuir para o movimento olímpico, retribuir tudo o que eu vivi e tornar as informações mais acessíveis para os atletas, para que juntos possamos fazer a diferença. Que mais atletas realizem o sonho de chegar a uma Olimpíada", completou.

Jaqueline Mourão foi indicada pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) e teve a sua candidatura aprovada Comissão de Atletas do COI. São duas vagas. Os atletas eleitos substituirão o atual membro Hayley Wickenheiser, do Canadá, que está terminando seu mandato no final de Pequim-2022, e preencherão a vaga aberta pela renúncia do norueguês Ole Einar Bjørndalen. Dez atletas femininos e sete masculinos de 17 Comitês Olímpicos Nacionais (CONs), seis esportes e cinco continentes concorrerão às cadeiras vagas na Comissão.

"O número recorde de candidatos e a representação global são um forte sinal de que os atletas desejam desempenhar um papel principal e ativo dentro do Movimento Olímpico e fazer suas vozes serem ouvidas, o que é ótimo", comentou Emma Terho, presidente do CACOI. "Todos esses candidatos agregam grande valor à comunidade de atletas e agregarão um novo conjunto de habilidades e conhecimentos à Comissão de Atletas do COI, independentemente de quem será eleito".

Os atletas que competem em Pequim-2022 poderão votar em seus representantes nas Vilas Olímpicas das três principais sedes dos Jogos de 27 de janeiro (o dia em que as Vilas serão abertas) até 16 de fevereiro de 2022.

Estadão
Publicidade
Publicidade