PUBLICIDADE

Queda e ouro dividido: as histórias de superação em Tóquio

A recuperação de Sifan Hassan após uma queda e a medalha de ouro divida entre atletas foram elogiadas como exemplo de espirito olímpico

3 ago 2021 14h13
ver comentários
Publicidade

As provas do atletismo já começaram em Tóquio e, com elas, boas histórias para se contar. Uma cena de muita superação foi protagonizada pela atleta holandesa Sifan Hassan, que tropeçou em uma competidora durante a classificação dos 1500 metros, mas se levantou a tempo de voltar a correr e ainda cruzar a linha de chegada na primeira colocação. 

A holandesa Sifan Hassan corria uma das eliminatórias dos 1.500m feminino quando tropeçou na queniana Edina Jebitok.
A holandesa Sifan Hassan corria uma das eliminatórias dos 1.500m feminino quando tropeçou na queniana Edina Jebitok.
Foto: Pro Shots/Sipa USA / Reuters

Se já não fosse suficiente para ser uma das melhores histórias dos Jogos até aqui, durante a noite, Sifan Hassan disputou a final dos 5.000 metros e ainda venceu com muita autoridade, tornando-se campeã olímpica nos Jogos de Tóquio.

Outro belo momento foi na disputa do salto em altura, em que os atletas Mutaz Barshim, do Catar, e Gianmarco Tamberi, da Itália, dividiram a medalha de ouro depois de uma competição exaustiva que durou mais de duas horas e que estava com o placar empatado.

A decisão aconteceu após ambos os atletas terem realizado saltos de 2,37 metros e não terem tido êxito nas tentativas de alcançar a marca de 2,39 metros.

E para deixar a história ainda mais impressionante, os competidores são amigos de longa data, sendo que o atleta do Catar teve papel muito relevante para que o italiano continuasse a competir após uma séria lesão ocorrida há 5 anos.

Para saber mais detalhes sobre essas histórias, assista ao Boletim Olímpico Terra de hoje!

Atletismo em Tóquio começa com histórias de superação:

 

Fonte: Equipe portal
Publicidade
Publicidade