PUBLICIDADE

Por causa da covid-19, Rayssa Leal cancela recepção em cidade natal após prata em Tóquio

A skatista preferiu não causar aglomerações e conscientizou os fãs quanto ao uso de máscara, álcool gel e a importância de se vacinar

28 jul 2021 09h22
| atualizado às 09h49
ver comentários
Publicidade

Rayssa Leal, skatista que venceu a medalha de prata no skate street nos Jogos Olímpicos de Tóquio, decidiu não fazer parte da recepção programada para acontecer em Imperatriz, sua cidade natal no Maranhão. Pelas redes sociais, a atleta de 13 anos explicou os motivos pelos quais escolheu não estar no evento.

"Galera, por estarmos em um momento ainda delicado quanto ao COVID eu decidi cancelar a minha recepção de chegada em Imperatriz, pra evitar aglomerações, então evitem ir até o aeroporto, eu queria muito receber o carinho de vocês, mas esse não é o momento, agradeço demais todo o carinho, mas se cuidem, usem máscaras, álcool e tomem a vacina, tenho certeza que em breve vamos vencer esse vírus", disse Rayssa.

A menina que conquistou o Brasil chegou ao país na manhã desta quarta-feira, dia 28, e, apesar do cansaço, afirmou que está feliz pela conquista na Olimpíada. Rayssa desembarcou em cima do seu skate, deu uma volta engtre alguns jornalistas e mostrou sua habilidade e alegria. Por determinação da organização dos Jogos de Tóquio, os atletas que encerrarem suas participações nas provas devem deixar o Japão em 48h.

A Vila Olímpica, onde os competidores ficam, não terá mais do que 6 mil atletas simultaneamente. Cerca de 11 mil estão inscritos nos Jogos. Isso por causa da pandemia na cidade-sede. Tóquio ainda está em estado de emergência para a doença. Até terça-feira, havia registro de 160 casos de contaminação de pessoas ligadas aos Jogos Olimpícos.

Estadão
Publicidade
Publicidade