PUBLICIDADE

Pablo diz aceitar críticas no São Paulo e cita Simone Biles

Após encerrar jejum de gols em vitória sobre Vasco, atacante disse entender cobranças de torcedores e lembrou de pressão sofrida por ginasta

29 jul 2021 02h10
| atualizado às 03h07
ver comentários
Publicidade

Alvo de muitas críticas enquanto lidava com um jejum de gols que estava perto de completar dois meses, o atacante Pablo voltou a marcar nesta quarta-feira à noite, na vitória por 2 a 0 sobre o Vasco, no Morumbi, pelas oitavas de final da Copa do Brasil. Muitos jogadores gostam de desabafar e adotar uma postura combativa quando encerram secas como a dele, mas o são-paulino optou pela reflexão, disse não se importar com opiniões alheias e citou a ginasta Simone Biles ao comentar a pressão vivida no clube paulista.

Pablo comemora o gol que marcou na vitória são-paulina sobre o Vasco no Morumbi
Pablo comemora o gol que marcou na vitória são-paulina sobre o Vasco no Morumbi
Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net

Ao responder sobre o quanto foi afetado pelas cobranças dos torcedores, Pablo afirmou que aceita as críticas, pois entende que existe uma expectativa alta de que ele faça muitos gols. Ainda assim, o jogador destacou que há casos em que esse ambiente pode causar danos a um atleta. Por isso, ele usou Simone Biles como exemplo. A ginasta norte-americana desistiu das disputas do individual geral e por equipes da Olimpíada para cuidar da saúde mental.

"A gente viu a Simone Biles falando sobre a questão mental dos atletas, das cobranças, das críticas, de esperar muito do atleta", disse Pablo. "A crítica faz parte do futebol, isso é uma pergunta muito legal porque é um assunto muito sério, ficou claro nas Olimpíadas com essa declaração da Simone Biles, essa questão das pessoas esperarem muito dela. Isso faz mal para qualquer ser humano em qualquer esporte de alto rendimento. Então, eu tenho muito claro que ninguém me define", completou.

Enquanto recebia uma enxurrada de críticas, Pablo também era assunto nas especulações do mercado da bola e chegou a ser colocado como alvo do Internacional. Ele garante, no entanto, que não recebeu nenhum tipo de contato do clube gaúcho e que sua prioridade é continuar jogando no time tricolor.

"Para mim não chegou nada. Fiquei sabendo pela imprensa, recebi um monte de mensagens de amigos. Meu foco é no São Paulo, ajudar o São Paulo a vencer. Em nenhum momento eu pensei em sair, meu foco é aqui.As críticas já estou acostumado, desde quando eu cheguei esperam muito de mim. Isso é algo que faz parte do futebol, e eu levo isso numa boa", comentou.

Com a vitória por 2 a 0 sobre os vascaínos, o São Paulo construiu uma boa vantagem para o jogo de volta, na próxima quarta-feira, em São Januário, onde poderá avançar mesmo perdendo por um gol de diferença. Antes de pensar na classificação, contudo, o foco é o clássico do próximo sábado, contra o Palmeiras, no Morumbi, pelo Campeonato Brasileiro.

Estadão
Publicidade
Publicidade