PUBLICIDADE

Brasileiros ficam longe do pódio nas provas de ciclismo de estrada nos Jogos Paralímpicos

Sob forte chuva em Tóquio, Ana Raquel Lins e Carlos Gomes não conseguiram medalhas

2 set 2021 01h59
ver comentários
Publicidade

O Brasil não somou bons resultados nas provas de ciclismo de estrada nesta quinta-feira nos Jogos Paralímpicos de Tóquio. Carlos Alberto Gomes e Ana Raquel Lins pedalaram sob forte chuva no Circuito Internacional de Fuji, mas não chegaram nem no Top-10 da competição.

Carlos Alberto Gomes ficou apenas na 31ª posição no ciclismo de estrada em Tóquio (Foto: JB Benavent/CBC)
Carlos Alberto Gomes ficou apenas na 31ª posição no ciclismo de estrada em Tóquio (Foto: JB Benavent/CBC)
Foto: Lance!

Na classe C4-5 feminina, de 79,2km, Ana Raquel Lins ficou apenas na 14ª colocação, longe da briga por medalhas. O ouro ficou com Sarah, da Grã-Bretanha, que completou a prova em 2h21m51s. Fecharam o pódio Crystal Lane-Wrigth, também da Grã-Bretanha e Marie Patouillet, da França.

Já na categoria C1-3 masculina, Carlos Alberto Gome teve desempenho ruim e terminou a prova na 31ª colocação. As duas primeiras posições também foram formadas por atletas da Grã-Bretanha. O ouro com Benjamin Watson (2h04m23s) e a prata com Finlay Graham. Alexandre Leaute, da França, fechou o pódio.

Lance!
Publicidade
Publicidade