PUBLICIDADE

Brasileiro perde medalha de ouro no atletismo após recurso da delegação chinesa nas Paralimpíadas

Asiáticos alegaram irregularidade nos arremessos de peso de Thiago Paulino, que acabou com o bronze. Guoshan Wu-CHN herdou o ouro, enquanto Marco Aurélio Borges foi prata

4 set 2021 01h26
ver comentários
Publicidade

Dono da maior marca do arremesso de peso da final manha desta sexta-feira, Thiago Paulino teve a medalha de ouro retirada após um recurso da delegação chinesa. Os asiáticos alegaram que o brasileiro cometeu uma irregularidade na prova, e Guoshan Wu acabou ficando com o lugar mais alto do pódio. A decisão não cabe recurso por parte do Comitê Paralímpico Brasileiro.

Thiago Paulino arremessa durante prova no atletismo nesta sexta-feira (Foto: Takuma Matsushita/CPB)
Thiago Paulino arremessa durante prova no atletismo nesta sexta-feira (Foto: Takuma Matsushita/CPB)
Foto: Lance!

Thiago conseguiu marca de 15,10m na prova, as teve o arremesso anulado, assim como todos, exceto o primeiro, que o brasileiro fez 14,77m. No momento da final, os chineses protestaram contra a arbitragem, mas não tiveram pedido acatado. Contudo, horas depois, o júri de apelação aprovou a denúncia dos asiáticos, que afirmaram que Thiago saiu da cadeira ao arremessar.

Com isso, Guoshan herdou o primeiro lugar, com marca de 15m. Outro brasileiro da prova, Marco Aurélio Borges, subiu para a segunda posição, com 14,85m, enquanto Thiago acabou com o bronze. Na cerimônia de premiação, Thiago protestou, pisando forte na posição do primeiro colocação e fez o gesto de 'não' com as mãos, apontando para a medalha de bronze.

Lance!
Publicidade
Publicidade