PUBLICIDADE

China confirma Olimpíadas de Inverno apesar de desafios impostos por ômicron

30 nov 2021 11h45
ver comentários
Publicidade

A China espera realizar as Olimpíadas de Inverno de 2022 "tranquilamente" e no prazo, apesar dos desafios criados pelo surgimento da nova variante ômicron do coronavírus, disse o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Zhao Lijian, em um briefing diário de rotina nesta terça-feira.

Duas pessoas caminham em frente à sede do comitê organizador dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Inverno de 2022 em Pequim, China, em 30 de novembro de 2021. REUTERS/Thomas Peter
Duas pessoas caminham em frente à sede do comitê organizador dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Inverno de 2022 em Pequim, China, em 30 de novembro de 2021. REUTERS/Thomas Peter
Foto: Reuters

"Acredito que isto certamente representará algum desafio aos nossos esforços para evitar e controlar o vírus, mas como a China tem experiência em evitar e controlar o coronavírus acredito plenamente que a China será capaz de sediar as Olimpíadas de Inverno no prazo, tranquilamente e com sucesso", disse Zhao.

A China deve realizar os Jogos entre 4 e 20 de fevereiro, sem espectadores estrangeiros e com todos os atletas e pessoal relacionado contidos em um "circuito fechado" e sujeitos a exames diários de Covid-19.

Conforme sua política de "Covid zero", a China tem aplicado algumas das medidas preventivas mais rígidas do mundo contra a doença.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade