0
Logo do Olimpíada 2016
Foto: terra

Olimpíada 2016

Os anunciantes aqui reunidos não possuem relação com os Jogos Rio 2016 e patrocinam apenas este caderno especial.

Paes anuncia 3º feriado no Rio por causa dos Jogos Olímpicos

27 abr 2016
12h41
atualizado às 12h54
  • separator
  • comentários

Eduardo Paes, prefeito do Rio de Janeiro, afirmou nesta quarta-feira, que a cidade terá um terceiro feriado em agosto, em razão dos Jogos Olímpicos, e ainda deu a entender que a pira olímpica não ficará no estádio do Maracanã, mas sim na região portuária da capital fluminense.

Foto: José Lucena / Futura Press

Em entrevista coletiva, em razão dos 100 dias para o evento poliesportivo, o chefe do Executivo municipal explicou que o feriado será em 22 de agosto, dia do retorno da Família Olímpica, em que são esperados 100 mil embarques no Aeroporto Internacional Tom Jobim.

Além de transferir as férias escolares deste ano do dia 1º para o dia 28 de agosto, a prefeitura já havia anunciado feriados nos dias 5 de agosto, em que acontecerá a Cerimônia de Abertura, e 18 de agosto, em que será disputa prova de triatlo, com necessidade de fechamento de diversas ruas da zona sul da cidade.

Eduardo Paes ainda afirmou, não-oficialmente, que a Pira Olímpica será transferida do Maracanã para a zona portuária da cidade, logo após a Cerimônia de Abertura. Apesar de dizer que ainda não tem "nem ideia" da localização precisa do monumento, e que isso "democratizaria o acesso" da população a ele.

O prefeito do Rio ainda afirmou esperar que, apesar das limitações de tráfego, das limitações impostas de carga e descarga, e das férias escolares, espera que a população não deixe a cidade durente o período dos Jogos.

"Não queremos que os moradores do Rio fujam da cidade. Queremos que fiquem para viver uma experiência inesquecível. As pessoas precisam entender que a mobilidade será afetada", explicou Paes.

O prefeito ainda falou na coletiva sobre o trágico acidente na ciclovia Tim Maia, na zona sul da cidade, em que duas pessoas morreram, na semana passada.

"Não é uma obra olímpica, mas sim de transformação da cidade. Nosso papel, agora, é assumir a responsabilidade. Por causa disso, estar aqui hoje era mais importante do que estar no simbólico momento de Atenas", disse Paes, em referência à entrega da Chama Olímpica.

EFE   

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade