PUBLICIDADE

Dirigente queniano é preso após ser flagrado com uniformes do Rio 2016

22 nov 2016 10h41
ver comentários
Publicidade

Foi preso nesta segunda-feira o sub-chefe da delegação queniana nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, Bem Ekumbo, flagrado com o material esportivo que deveria ser distribuído aos atletas na época do torneio. Ele compareceu nesta terça-feira para prestar esclarecimentos sobre o escândalo, que já havia tomado conta das manchetes esportivas nos últimos meses.

Ekumbo, que também é chefe da Federação de Nataçaõ do país, foi detido em sua casa após a polícia realizar uma operação em Neiróbi, capital do Quênia. Os agentes recuperaram uniformes, tênis e outros acessórios pertencentes aos atletas, mas que nunca chegaram às mãos dos verdadeiros donos.

Além de Ekumbo, outras pessoas também estão sobre investigação, estas não divulgadas. O grupo se enquadra nos delitos de roubo, negligência e abuso de poder. Apesar do escândalo envolvendo a questão do material esportivo da delegação queniana, outros grandes problemas afetam o esporte no país.

Enquanto o sub-chefe da delegação queniana no Rio 2016 roubou o material esportivo dos atletas, o chefe da delegação Stephen Soi foi acusado de roubar R$ 857 mil destinados à hospedagem de dirigentes e associados.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade