1 evento ao vivo

Chefe da delegação norte-coreana é acusado por naufrágio

22 fev 2018
12h44
atualizado às 13h18
  • separator
  • 0
  • comentários

A Coreia do Norte enviará uma delegação de alto nível à Coreia do Sul para a cerimônia de encerramento da Olimpíada de Inverno, disseram autoridades nesta quinta-feira, incluindo o homem visto como culpado pelo naufrágio de um navio da Marinha sul-coreana que matou 46 marinheiros.

A visita mais recente de autoridades do regime normalmente recluso coincidirá com a visita de uma delegação dos Estados Unidos liderada por Ivanka Trump, filha do presidente norte-americano, Donald Trump.

Bandeira da Coreia do Norte é vista em Genebra, na Suíça 02/10/2014 REUTERS/Denis Balibouse
Bandeira da Coreia do Norte é vista em Genebra, na Suíça 02/10/2014 REUTERS/Denis Balibouse
Foto: Reuters

A delegação norte-coreana será conduzida por Kim Yong Chol, vice-presidente do Comitê Central do governista Partido dos Trabalhadores, e permanecerá até domingo, disse o Ministério da Unificação sul-coreano em um comunicado.

Kim também dirige o departamento norte-coreano responsável pelos assuntos intercoreanos.

Ele foi chefe do Birô Geral de Reconhecimento, importante agência de inteligência militar da Coreia do Norte que Seul culpa pelo naufrágio fatal do Cheonan, uma corveta da Marinha sul-coreana, em 2010.

O ministro sul-coreano da Unificação, Cho Myoung-gyon, disse que o ataque de torpedo à embarcação foi realizado por Pyongyang, mas o governo não foi capaz de confirmar exatamente quem foi o responsável.

A Coreia do Norte nega ter tido algo a ver com o acidente.

Veja também

Falha em roupa atrapalha patinadora na Olimpíada de Inverno

 

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade