7 eventos ao vivo

Odair, Guerrero e vice-presidente do Inter são denunciados pelo STJD

Julgamento pelos incidentes no jogo com o Flamengo será na próxima sexta-feira

8 out 2019
21h35
atualizado às 21h35
  • separator
  • 0
  • comentários

Dois jogadores, o treinador e o vice-presidente do Internacional foram denunciados nesta terça-feira pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por causa de incidentes ocorridos na partida contra o Flamengo, no dia 25 de setembro, no Maracanã, em que a equipe gaúcha foi derrotada pelos cariocas por 3 a 1. O julgamento será realizado na próxima sexta-feira.

A situação mais complicada é a de Paolo Guerrero. O atacante do Internacional foi expulso naquela partida por ofender o árbitro e depois fez gestos obscenos para a torcida do Flamengo. O peruano foi denunciado duas vezes no artigo 243-F do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (por causa das ofensas ao árbitro) e uma vez no artigo 258-A (pelos gestos aos torcedores). Guerrero pode pegar até 18 jogos de suspensão e multa de até R$ 300 mil (seis jogos e R$ 100 mil para cada denúncia).

Expulso no jogo do Maracanã por causa de uma jogada brusca, o lateral-direito Bruno foi denunciado pelo STJD no artigo 250 (por praticar ato desleal ou hostil) e pode pegar de uma a três partidas de suspensão.

O técnico Odair Hellmann e o vice-presidente do Inter, Roberto Melo, foram denunciados por terem dado entrevistas com críticas à arbitragem do jogo contra o Flamengo. Enquadrado no artigo 258, o treinador pode pegar de um a seis jogos de suspensão. Já o dirigente se viu denunciado em dois artigos (243-F e 258) e corre o risco de ser suspenso por até 270 dias.

TREINO

O Inter fez nesta terça seu último treino antes da partida desta quarta-feira contra o CSA, em Maceió. A equipe comandada por Hellmann trabalhou no CT do adversário e, por isso, não fechou a atividade, fazendo apenas uma atividade recreativa, sem ensaiar jogadas.

Contra os alagoanos, o time não contará com Bruno Fuchs, que está com a seleção brasileira sub-23, Guerrero, na seleção peruana, e Nonato, suspenso. Eles devem ser substituídos, respectivamente, por Emerson Santos, Guilherme Parede e D'Alessandro.D

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade