PUBLICIDADE
Logo do

Internacional

Favoritar Time

Nikão comenta troca repentina do Inter pelo São Paulo: "Oportunidade única"

20 jan 2022 15h02
| atualizado às 15h56
ver comentários
Publicidade

Nikão foi apresentado oficialmente como reforço do São Paulo nesta quinta-feira no CT da Barra Funda. Após atividade na parte da manhã, o ex-jogador do Athletico-PR falou sobre a repentina mudança de destino nesta janela, optando pelo Tricolor após ser dado como certo no Internacional.

"Foi uma coisa que aconteceu muito rápida. Foram em poucos minutos que eu resolvi e deu tudo certo de vir pro São Paulo. É uma oportunidade única, onde muitos jogadores queriam estar, e comigo não é diferente. Quando apareceu a proposta do São Paulo, não pensei duas vezes em aceitar por entender e acompanhar por muitos anos a grandeza do clube, o que o clube já conquistou", disse Nikão.

O meia-atacante, presenteado com a camisa 10, chega com a responsabilidade de ser um dos líderes do elenco e enraizar novamente a cultura de títulos no clube, uma vez que ganhou praticamente tudo no Athletico-PR.

"É um novo projeto do presidente junto com seu staff, então foi algo que me induziu muito, chamou muita atenção. Quando surgiu a proposta, não pensei duas vezes em vir pra cá pra vestir essa camisa", prosseguiu.

Depois de sete anos defendendo o Athletico-PR, Nikão agora terá a missão de se adaptar o mais rápido possível ao novo clube e à nova rotina. O jogador recebeu uma ligação de Rogério Ceni antes de fechar com o São Paulo e parece seguro de que não irá decepcionar o treinador.

"O Athletico-PR é um clube no qual pude ficar sete anos, clube que também me ensinou muito. Se estou aqui hoje, devo muito ao Athletico-PR, lugar onde fui muito feliz. Cheguei aqui tem dez dias, ainda me adaptando, nova rotina de treinamento junto com o professor Rogério, daquilo que ele pensa e entende como futebol. Como falei em todas as minhas entrevistas, vim pra poder agregar ao clube, aos atletas, ao Rogério e sua comissão", pontuou Nikão.

"Antes de vir pra cá, [eu e Rogério Ceni] tivemos uma conversa muito boa, ele colocou os pontos dele, falou a forma que ele acha que vai ser bom pra mim, pra equipe. É um cara que dispensa comentários, é um grande ídolo, com certeza está entre um dos maiores da história desse clube. Agora é trabalhar bastante, desfrutar de tudo isso aqui e deixar nas mãos do Rogério aquilo que ele acha que é melhor pra equipe", concluiu.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade