0

Herói do acesso em 2018, Ricardinho se despede do Guarani e dá recado: 'Até logo'

Volante deixa a equipe para reforçar o Sport, que disputará a Série A do Brasileirão

5 ago 2020
14h55
atualizado às 14h55
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O volante Ricardinho se despediu do Guarani na manhã desta quarta-feira, um dia depois do vice-campeonato do clube bugrino no Troféu do Interior, do Campeonato Paulista, após perder para o Red Bull Bragantino por 1 a 0. O jogador embarca ainda nesta quarta para Recife para assinar contrato com o Sport, visando a Série A do Campeonato Brasileiro.

Nas redes sociais, o jogador agradeceu pelos seus 99 jogos com a camisa bugrina. Existia a expectativa de que fizesse a 100ª partida na terça-feira, mas o técnico Thiago Carpini, assim como já vinha acontecendo em toda trajetória do treinador no Brinco de Ouro da Princesa, optou por não contar com o atleta, fazendo apenas duas alterações das cinco disponíveis.

Ricardinho deixa o Guarani para reforçar o Sport
Ricardinho deixa o Guarani para reforçar o Sport
Foto: David Oliveira/Divulgação / Estadão

"Noventa e nove jogos. Um acesso. Mais do que tudo isso, uma história de carinho, respeito e muita admiração e gratidão por esse clube que fez muito por mim e minha família. Agradeço ao clube que está acima de tudo e todos. A todos os dirigentes, técnicos, comissões técnicas, staff e companheiros de trabalho que tive contato nesse período no qual fui muito feliz. Reservo aqui também um agradecimento especial por todo reconhecimento vindo dos torcedores. Me identifico com casa um de vocês", disse o volante.

Ricardinho relembrou de momentos marcantes com o Guarani e indicou que um dia retornará ao clube campineiro, por quem conquistou o título da Série A2 do Campeonato Paulista, em 2018.

"Queria simplesmente dizer que fui muito feliz no Guarani. Chorei, sorri, mas mais do que isso, aprendi e vivi momentos que pra sempre ficarão em minhas memórias. Obrigado por tanto, Guarani. Você tem um espaço reservado em meu coração. Até breve! Obrigado, Jesus! Se ao olharem para mim as pessoas enxergarem um pouco Ti, é sinal que minha missão foi, verdadeiramente, cumprida", finalizou.

Ricardinho deixou o Guarani em comum acordo com a diretoria, que devia salários atrasados, além de 15 meses de fundo de garantia não depositados. O atleta optou por não entrar na Justiça.

Veja também:

Resumão do Mercado - #2
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade