PUBLICIDADE
Logo do

Grêmio

Meu time

Retrospectiva LANCE!: jovens goleiros se destacam no ano do Grêmio

Sem medalhões no gol, o Tricolor teve dois jovens na meta ao longo de 2021

20 dez 2021 07h36
| atualizado às 10h32
ver comentários
Publicidade
Chapecó dividiu a meta do Grêmio com Brenno (Foto: Lucas Uebel/Gremio)
Chapecó dividiu a meta do Grêmio com Brenno (Foto: Lucas Uebel/Gremio)
Foto: Lance!

O fim da temporada 2021 chegou e o LANCE! Publicará uma retrospectiva do ano do Grêmio, com análise dos atletas em cada posição. Como não poderia ser diferente, a abertura da série fica por conta dos goleiros, que deram o que falar no Tricolor Gaúcho ao longo do ano.

Com Vanderlei e Paulo Victor em baixa e fora dos planos da comissão técnica, coube aos jovens Brenno e Gabriel Chapecó assumirem a responsabilidade de ficar embaixo do gol.

Quem recebeu a primeira oportunidade foi Brenno. No Gauchão e na primeira fase da Libertadores, o jovem foi o encarregado de ficar na meta.

Brenno recebeu a oportunidade com as saídas de Paulo Victor e Vanderlei (Foto: Divulgação)
Brenno recebeu a oportunidade com as saídas de Paulo Victor e Vanderlei (Foto: Divulgação)
Foto: Lance!

Com boas atuações, ele conseguiu se firmar na posição e fez a diretoria do Tricolor deixar de lado o desejo de contratar um goleiro mais experiente.

No Campeonato Brasileiro, Brenno iniciou como titular, mas as boas atuações não salvavam a equipe, que colecionava resultados negativos.

Ainda no turno inicial, Brenno foi convocado por Tite para defender a Seleção Brasileira e abriu espaço para Gabriel Chapecó. Logo na estreia, o arqueiro fechou o gol no GreNal e ganhou a confiança do técnico Luiz Felipe Scolari.

Chapecó foi bem quando entrou em campo ao longo de 2021 (Lucas Uebel/Grêmio)
Chapecó foi bem quando entrou em campo ao longo de 2021 (Lucas Uebel/Grêmio)
Foto: Lance!

Com uma frieza incrível, Chapecó teve boas atuações, mas perdeu a posição quando o rebaixamento ganhou corpo. No revés diante do Sport dentro de casa, o goleiro falhou e deu a posição para Brenno, que seguiu como titular até o fim do Campeonato Brasileiro.

Brenno - 36 jogos ao longo de 2021

Gabriel Chapecó - 31 jogos ao longo de 2021

Lance!
Publicidade
Publicidade