0

Renato Gaúcho exalta trabalho e diz que Grêmio não deve cair na 'pilha' da imprensa

Técnico celebrou a vitória por 1 a 0 sobre o rival Inter, pela Libertadores

24 set 2020
12h21
atualizado às 12h21
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Renato Gaúcho voltou a respirar aliviado no Grêmio. Vivendo sob pressão nas últimas semanas, com direito até a protesto da torcida, o treinador soube buscar as soluções no time para voltar a vencer na quarta-feira. E não foi qualquer vitória. Bateu o arquirrival Internacional por 1 a 0, no Beira-Rio, pela Copa Libertadores.

Além de se recuperar no Grupo E, chegou a dez jogos sem perder para o maior rival e ainda fez as pazes com a torcida, insatisfeita com a campanha da equipe tanto na Libertadores quanto no Brasileirão.

"O Grêmio é forte, e no momento que todos saírem do departamento médico vai ficar mais forte ainda. Nosso torcedor não tem que entrar na 'pilha' da imprensa. Nosso torcedor está feliz há quatro anos, ganhou sete títulos, onde tem crise nisso?", questionou o treinador.

Para voltar a vencer, o treinador recorreu a rápidas adaptações no time. Ele diz ter a sua disposição quatro esquemas táticos, que podem ser usados a qualquer momento. "É a transição que estamos fazendo. Tem três ou quatro esquemas. Muita gente não percebeu ainda. Às vezes tenho que modificar pelas ausências de jogadores. E, mesmo assim, estamos reinventando a cada partida."

Com estes recursos, o Grêmio empatou com o Palmeiras por 1 a 1, no fim de semana, pelo Brasileirão. E venceu o Inter fora de casa. "Importante não ficar somente em um esquema. Deu certo contra o Palmeiras e contra o Internacional. Não tem tempo para treinar. Temos meia hora para testar um ou dois esquemas em cada jogo. Mesmo assim, jogamos muito bem contra Palmeiras e Inter."

Somente para o clássico de quarta-feira, Renato Gaúcho precisou encarar cinco desfalques, incluindo o volante Maicon e o atacante Jean Pyerre, considerados peças-chave na formação atual da equipe. Além deles, ficaram de fora David Braz, Paulo Miranda e Pedro Geromel.

Com a vitória no clássico, o Grêmio alcançou a mesma pontuação do líder Inter, ambos agora com sete pontos. O arquirrival ocupa a primeira posição da chave por ter melhor saldo de gols. Pela Libertadores, o time de Renato Gaúcho volta a campo já na próxima terça-feira, para rever a Universidad Católica, desta vez em seu estádio. No sábado, terá pela frente o Atlético-MG, pelo Brasileirão.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade