2 eventos ao vivo

Renato descarta pedir demissão e confirma afastamento de Luan

5 abr 2019
19h54
atualizado às 20h10
  • separator
  • 0
  • comentários

Houve uma queda rendimento do Grêmio que não vence e sequer balança as redes há três jogos. O técnico Renato Gaúcho admitiu que o time precisa melhorar na sequência das próximas partidas.

"Nessas horas acima de tudo, muita calma. Até a semana passada o Grêmio tinha o melhor ataque do Brasil e continua tendo. A defesa menos vazada do Brasil. De repente da noite pro dia, parece que ninguém presta. Temos que ter muita tranquilidade. O torcedor sabe que pode confiar muito nesse grupo. Esse grupo tem muita credibilidade comigo e com o nosso torcedor. Nós sabemos que estamos devendo um pouquinho na Libertadores. Tenho certeza que juntos vamos reverter esse quadro. Acredito muito na classificação", disse.

"O torcedor tem que continuar fazendo a parte dele como sempre fez. Vamos precisar do apoio deles nesse domingo na Arena para que a gente possa ir a mais uma final. Precisamos muito do apoio do nosso torcedor no final de semana. Eu conto com o torcedor na Arena no próximo domingo. A partir de segunda-feira voltamos a pensar na Libertadores. O Grêmio não tem uma equipe imbatível e terá as suas derrotas como qualquer outro time do futebol brasileiro e mundial", completou o comandante.

Questionado se pediria demissão em caso de eliminação na primeira fase da Copa Libertadores, Renato reagiu com ironia.

"Você está alterado. Você está acompanhado com alguma coisa. Nossa senhora você pegou pesado. Mas vou respeitar a tua opinião e teu comentário. Vou responder até por educação, mas nunca passou pela minha cabeça sair do clube. Todos sabem do amor que tenho por esse clube, das conquistas e títulos que venho obtendo nos últimos anos. Se eu tivesse disputado cinco competições nessa temporada, não ganhasse nenhuma, mesmo assim não teria abandonado o barco. Até a semana passada o Grêmio tinha o melhor ataque, a melhor defesa e da noite pro dia, o Grêmio não tem mais nada", reclamou.

Escolhido o melhor jogador das Américas em 2017, o atacante Luan não tem conseguido mostrar em campo nesse ano o mesmo rendimento. Renato afirmou que o jogador foi afastado dos próximos jogos até recuperar a sua melhor condição física.

"Eu juntamente com a minha comissão técnica temos uma parcela de culpa. O Luan ficou muito tempo parado no ano passado. Ele é muito fominha e encheu o saco para voltar a jogar. Ele não estava preparado e precisava fazer alguns trabalhos físicos. Hoje falei com o Luan que necessita recuperar a forma física dele. Por isso, ele vai fazer alguns trabalhos especiais. Não adianta você me perguntar por quanto tempo o Luan irá ficar fora. Quando eu achar que o Luan estiver bem na parte física, com força para voltar a jogar e isso pode levar um, dois ou três jogos. Ninguém desaprende a jogar. Ele não chegou a Seleção Brasileira à toa. Há um tempo atrás o Luan foi considerado o melhor jogador do Brasil e ganhou merecidamente o melhor jogador das Américas. Nos ajudou muito nas conquistas dos últimos títulos", afirmou Renato.

"Eu tenho uma parcela de culpa porque nós nos envolvemos de uma maneira com o Luan que passou por cima da gente porque a vontade dele de jogar é muito grande. Não estava pronto na parte física. Por essa vontade, eu cedi e deixei o Luan jogar. Nesse ano ele não fez todos os trabalhos para que pudesse render tudo aquilo que o Luan sabe. Ele não desaprendeu a jogar. O Luan precisa trabalhar um pouco mais forte esse ano porque nos últimos três meses de 2018, ele não jogou. O Luan ficou uns quatro meses sem jogar com as lesões que teve. Este ano nós soltamos ele e não estava pronto principalmente na parte física porque pulou alguns trabalhos como no quesito força. Está faltando para o Luan hoje no campo força. Ele irá fazer esse tipo de trabalho e quando estiver pronto, o Luan pode voltar daqui há uma semana ou mais tempo. A resposta quem vai me dar é o próprio jogador. Quando ele me mostrar nos treinamentos que tem força, o Luan volta a jogar. Do jeito como ele está tem grande chance de voltar a ter uma lesão muscular", concluiu o técnico do Grêmio.

O elenco do Grêmio voltou aos treinos nesta sexta-feira no CT Luiz Carvalho visando o jogo de domingo contra o São Luiz, às 16h (de Brasília), na Arena, pela segunda partida da semifinal do Campeonato Gaúcho. Quem não participou de toda a partida diante da Universidad Católica fez um trabalho em campo reduzido, enquanto os titulares ficaram na academia fazendo uma atividade regenerativa.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade