0
Logo do Grêmio
Foto: Edu Andrade/Fatopress / Gazeta Press

Grêmio

Renato descarta erro de planejamento e encerra coletiva se aplaudindo

2 set 2017
19h21
atualizado às 19h21
  • separator
  • comentários

Sem três jogadores ofensivos titulares, o torcedor do Grêmio estava desconfiado para o confronto contra o Sport deste sábado. Contudo, a goleada do Tricolor Gaúcho por 5 a 0 em cima da equipe pernambucana mostrou que o time tem reposições no próprio plantel.

Para enfrentar o Leão, o Grêmio entrou em campo sem Pedro Rocha, Luan e Lucas Barrios. O primeiro vendido para um clube russo e os outros dois estão defendendo seus seleções nacionais nas Eliminatórias para Copa do Mundo. Em coletiva após a partida, o técnico Renato Portaluppi voltou a ressaltar que comanda um grupo e não apenas os titulares.

"Eu não treino um time. Eu treino um grupo, mas só posso escalar 11 jogadores. A gente não pode depender somente de 3 ou 4 jogadores. Eu tenho um grupo e confio em todos nele. Lógico que de vez em quando a qualidade pode ser um pouquinho menor, mas acho que a parte tática de cada jogador que entra tem que procurar suprir sempre do companheiro que não pode jogar", disse.

O treinador fez questão de destacar que o elástico resultado de 5 a 0 construído pela equipe gremista foi de total mérito do time que atuou. "Muita gente vai olhar o placar do jogo e vai dizer que o Sport não jogou nada. O problema não foi que o Sport não jogou nada, mas que o meu time não deixou o Sport jogar. É diferente", afirmou.

O Grêmio vai ter uma semana de descanso. Porém, a semana seguinte será de partidas importante. No sábado, o Tricolor Gaúcho encara o Vasco, em São Januário, pelo Campeonato Brasileiro, e, na quarta-feira, enfrenta o Botafogo, no Nilton Santos, pelas quartas de finais da Copa Libertadores. O técnico gremista preferiu não revelar se vai utilizar titulares no duelo pelo Brasileirão. "Vou curtir a vitória de hoje. Até o próximo sábado tem bastante tempo. Na minha cabeça não tem dúvida alguma", contou.

Ao ser questionado sobre um possível erro de planejamento por ter poupado atletas no Campeonato Brasileiro, Renato descartou tal hipótese e terminou a entrevista aplaudindo a si mesmo. "Eu sou um cara que tem a personalidade muito forte. Quando eu erro eu reconheço. Daí eu pergunto: quando que eu errei? Por ter colocado uma equipe um pouco diferente no Campeonato Brasileiro e a gente perdeu alguns pontos? Eu acho que a melhor resposta é a seguinte. O Grêmio jogou com a equipe principal contra o Corinthians aqui. Massacramos o Corinthians e perdemos o jogo. Se nós tivéssemos ganho aquele jogo, hoje o Grêmio estaria a um ponto do Corinthians. E quem te garante que nós teríamos chegado numa semifinal da Copa do Brasil ou quem te garante que nós estaríamos nas quartas da Libertadores se nós tivéssemos colocado apenas uma equipe em todos os jogos? É o que eu falo para vocês: quem muito quer, nada tem. A tua pergunta é muito boa, mas a minha resposta é melhor que a tua pergunta. Agora, vou encerrar a entrevista me aplaudindo", afirmou o treinador gremista rindo.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade