0

"Grêmio foi às cordas, não à lona", diz Renato após goleada

Equipe gaúcha foi eliminada da Libertadores ao perder por 5 a 0 para o Flamengo

25 out 2019
21h17
atualizado às 21h54
  • separator
  • 0
  • comentários

A goleada por 5 a 0 sofrida para o Flamengo na quarta-feira, no Maracanã, ainda repercute muito no Grêmio. Em entrevista coletiva nesta sexta-feira, o técnico Renato Gaúcho revelou todo o sofrimento que a equipe está sentindo desde a desclassificação na semifinal da Copa Libertadores.

"Grêmio foi às cordas, não à lona", diz Renato após goleada
"Grêmio foi às cordas, não à lona", diz Renato após goleada
Foto: Celso Pupo/Fotoarena / Estadão Conteúdo

"Estamos envergonhados. Estou triste, meu grupo está triste. Acho que quem é gremista está. Acima de tudo, é continuar o trabalho. O Grêmio é muito grande. Nós fomos nocauteados na última quarta-feira, mas isso faz parte do futebol. Quantos times o Grêmio nocauteou? O Grêmio foi para as cordas, não para a lona. O Grêmio não é covarde", afirmou o treinador gaúcho, que teve uma reunião com o elenco, após a folga de quinta-feira à tarde.

Com 41 pontos no Campeonato Brasileiro, o Grêmio está em sétimo lugar, a um ponto do arquirrival Internacional, último time com vaga na zona de classificação para a Libertadores de 2020. Do G4, que garante um lugar na fase de grupos da competição sul-americana, são cinco pontos a menos que o São Paulo.

"Tive uma conversa com o grupo de quase uma hora e meia. No clube, há hierarquia. Todos são cobrados. Todo mundo está de acordo que estivemos muito abaixo do que poderíamos jogar contra o Flamengo. Estivemos sem jogadores importantes, mas até o gol estávamos de igual para igual contra uma base de seleção. Tomamos um gol no fim do primeiro tempo, um no começo do segundo. Isso quebra qualquer esquema", afirmou Renato, que comanda, neste sábado pela manhã, o último treino da equipe antes do jogo com o Botafogo, domingo, às 16 horas, na Arena do Grêmio, pela 28.ª rodada do Brasileiro.

Nesta sexta, Renato conversou com Maicon, um dos líderes do elenco, durante o treino técnico-tático. O treinador não deu pistas da equipe que vai enfrentar o Botafogo. Do lado de fora do CT Presidente Luiz Carvalho, uma viatura da Brigada Militar tomou conta da segurança.

Um Grêmio provável para domingo conta com a seguinte formação: Paulo Victor; Léo Moura (Paulo Miranda), Geromel, Kannemann e Bruno Cortez; Michel, Maicon, Matheus Henrique, Alisson e Everton; Diego Tardelli.

Veja também:

 

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade