0

Furioso com arbitragem, Renato Gaúcho desiste do Brasileiro: "Vou botar o time de transição"

24 jan 2021
19h09
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Renato Gaúcho saiu de campo furioso com a arbitragem de Luiz Flávio de Oliveira após a derrota para o Internacional, de virada, neste domingo, no Beira-Rio. No último minuto de jogo, o juiz marcou pênalti de Kannemann após a bola bater no braço do zagueiro em um lance bem discutível, e Edenilson acabou marcando o gol da vitória colorada. Por isso, o treinador do Grêmio jogou a toalha no Brasileirão, condenando o ocorrido e ameaçando colocar o time de transição no restante do torneio.

"Por que o árbitro não vai ver o lance no VAR? Há uma semana estive na CBF junto com o presidente e conversei com o Leonardo Gaciba [chefe de arbitragem da CBF], o árbitro precisa ir ao VAR tomar a decisão dele. O que não pode acontecer é o VAR decidir o que é pênalti e o que não é pênalti. O Grêmio foi criticado por não querer nada com o Brasileiro. Isso não é verdade, sempre quisemos o Brasileiro. Mas, a gente tem que continuar disputando o Campeonato Brasileiro? Se o presidente me autorizar, eu vou botar o time de transição para jogar, porque para passar essa vergonha não precisa jogar", disse Renato Gaúcho.

Revoltado, Renato Gaúcho volta o foco para final da Copa do Brasil e quer time de transição no Brasileiro

Com o resultado, o Internacional quebrou um tabu de 11 jogos sem vitória no Grenal e abriu quatro pontos de vantagem na liderança do Campeonato Brasileiro, disparando rumo ao título faltando seis rodadas para o fim da competição. O Grêmio, que vencia o jogo até os 44 minutos do segundo tempo, perdeu a chance de se meter na briga pelo título.

A bronca de Renato Gaúcho também tem a ver com um lance em cima de Ferreirinha, que recebeu uma carga nas costas em disputa com Nonato, dentro da área, foi ao chão, mas o árbitro Luiz Flávio de Oliveira deixou o lance seguir. Logo depois, o Inter virou o jogo.

"O que não pode ser normal é o que aconteceu no pênalti em cima do Ferreirinha e o pênalti que foi dado a favor do Internacional no braço do Kannemann. Inadmissível. Recebemos críticas que o Grêmio não quer nada com o Campeonato Brasileiro. O Grêmio disputa sempre três competições, hoje uma vitória colocaria o Grêmio na disputa pelo título, mas pelo jeito tem gente que não quer que o Grêmio chegue. Hoje o que a gente viu aqui, sinceramente, é inadmissível. Minha bronca com a arbitragem é só uma", completou o técnico gremista.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade